• Circula no Facebook: "Zelensky foi filmado a cantar 'Endless Love' com a mulher"

    Um vídeo partilhado no Twitter e no Facebook mostra, alegadamente, o Presidente ucraniano e a mulher, quando eram mais jovens, a cantar o tema “Endless Love”, de Lionel Richie e Diana Ross. No entanto, esta tese não tem qualquer fundamento, visto que as pessoas que aparecem no vídeo são o vocalista da banda Boyce Avenue, Alejandro Manzano, e a cantora britânica Connie Talbot.
  • Em destaque no Facebook: "Receitas petrolíferas da Rússia subiram 50%, atingindo valor recorde"

    Com o intuito de colocar em causa a eficácia das sanções económicas impostas à Rússia, por causa da guerra na Ucrânia, o autor de um "post" no Facebook destaca que as receitas petrolíferas russas aumentaram substancialmente e estão mesmo a bater valores recorde. "Os dirigentes europeus não têm a coragem de assumir que as sanções estão a provocar mais danos aos cidadãos da Europa do que à ditadura de Putin", acusa.
  • Visto no Instagram: "China ordenou o abate de animais domésticos que vivam com humanos infetados com Covid-19"

    Um vídeo onde é possível ver vários gatos em sacos de rede está a ser partilhado com a alegação de que o “Governo chinês ordenou o abate de todos os animais domésticos que vivam com humanos infetados com Covid-19”. Apesar de não poder ser verificada a veracidade do vídeo, há vários relatos de animais domésticos que foram mortos enquanto os donos estavam em confinamento. O regulamento acabou por ser retirado devido a protestos.
  • Circula no Facebook e Telegram: "Sob Azovstal existe um laboratório biológico secreto da NATO"

    Desde meados de abril que circula nas redes sociais uma teoria da conspiração sobre a existência de um laboratório biológico secreto da NATO localizado na fábrica de Azovstal, mais precisamente nas instalações subterrâneas do complexo industrial. A informação está a ser partilhada por meios de comunicação social russos e em vários grupos no Telegram, mas nunca são apresentadas provas que fundamentem a hipótese.
  • Sim, ex-militar francês garante que só assistiu a crimes de guerra perpetrados por ucranianos

    A tradução de uma entrevista de suposto ex-militar francês, Adrien Bocquet, tem circulado nas redes sociais pelo menos desde 11 de maio. De acordo com os "posts", Bocquet terá dito, depois de uma visita em regime de voluntariado à Ucrânia, que os crimes de guerra que viu "foram cometidos pelos ucranianos", nomeadamente pelo batalhão "Azov". Relato é autêntico e foi transmitido num canal de rádio francês.
  • António Filipe: "Não há um caso que seja em que o PCP tenha exigido a demissão de um executivo municipal"

    O caso dos refugiados ucranianos em Setúbal, numa autarquia liderada pelo PCP, continua a fazer correr tinta. Desta vez, o antigo deputado comunista António Filipe insurge-se no Twitter contra uma crónica do diretor executivo da TSF, Pedro Cruz. "Dou alvíssaras a quem encontrar um caso que seja em que o PCP tenha exigido a demissão de um executivo municipal", escreve António Filipe em tom de desafio. O Polígrafo verificou e conclui que apesar de não haver registo de pedidos de demissão de executivos, a verdade é que em várias ocasiões foi exigida a queda de presidentes de câmara ou de vereadores.
  • Varíola dos macacos afeta especialmente homossexuais? A resposta é não

    As palavras de Vítor Duque, atual presidente da Sociedade Portuguesa de Virologia, sobre a possibilidade de a varíola dos macacos "ser o início de mais uma epidemia entre os homossexuais", geraram polémica nas redes sociais e, para muitos utilizadores, transmitem informação falsa. Em todo o caso, o virologista lembrou que o vírus pode atingir qualquer pessoa com uma qualquer orientação sexual. E é essa a verdade corroborada por outros dois especialistas.
  • Não, o "Avante!" não publicou notícia em que se lê que Federação Russa tem feito "esforços de paz"

    Quem o garantiu foi João Caetano Dias, membro da Comissão Executiva do Iniciativa Liberal, na sua conta de Twitter: "Mais uma pérola no Avante: 'Apesar da forte contestação, a Finlândia avança com o pedido de adesão à NATO, numa clara submissão à vontade beligerante dos EUA, ignorando os esforços de paz da Federação Russa.'". Citação é completamente falsa e não consta de nenhuma edição do jornal "Avante!".
  • Lido no Twitter: "Filha de Zelensky renega o pai e chama-o de nazi e assassino”

    Circula nas redes sociais a captura de ecrã de um vídeo que alegadamente mostra a filha do Presidente da Ucrânia a insultar o pai, chamando-o de “nazi” e “assassino”. No entanto, as publicações partilhadas são falsas, dado que o vídeo original mostra uma jovem a chorar dentro de um carro e a implorar ao namorado que lhe ofereça um iPhone.
  • Não, a Ucrânia não encenou um bombardeamento com veículos capotados e janelas intactas

    Publicações em várias línguas, nas redes sociais, acusam a Ucrânia de ter encenado a explosão de uma "bomba russa" que terá resultado numa série de carros capotados em Bucha. A imagem em que se podem ver as janelas dos prédios intactas deixou dúvidas nos internautas, mas a verdade é que a fotografia, captada em Bucha, não comprova que houve uma manipulação por parte da Ucrânia. E o país nunca disse que se tinha tratado de um bombardeamento.
  • Sim, o ACP foi contra o encerramento do Terreiro do Paço ao trânsito

    O Automóvel Clube de Portugal (ACP) vai avançar com uma providência cautelar contra a medida aprovada na Câmara de Lisboa que determina o corte do trânsito automóvel na Avenida da Liberdade aos domingos e feriados e a redução da velocidade máxima em 10 quilómetros/hora em toda a cidade. A tomada de posição do ACP gerou muitas reações nas redes sociais que recordam outros casos no passado, como o Terreiro do Paço, em que o clube também foi contra e avançou com uma providência cautelar.
  • Deputado do Chega acumula sete cargos, mas só consta um na sua biografia na AR? Sim, é verdade

    A denúncia foi feita por José Dias, ex vice-presidente do partido Chega, na sua página de Facebook: "Partido Chega: turbo deputados com funções partidárias." Na origem do problema estará a acumulação de cargos por parte de alguns deputados do Chega, chegando às quatro ou sete funções por pessoas. O Polígrafo confirmou junto de Rui Paulo Sousa que o deputado acumula quatro cargos no partido (mais três na AR), embora na sua página do Parlamento só conste um. Comissão de Transparência garante que este tem até ao fim de maio para dar conta destas atividades.
  • EUA gastaram mais de 2 biliões de dólares na Guerra do Afeganistão? Sim, e estima-se que custos sejam ainda mais avultados

    No Facebook alega-se que, ao longo de 20 anos, os EUA "torraram milhares de milhões de dólares numa guerra com quase 200 mil mortos, onde se incluem 50 mil civis". Trata-se da última Guerra do Afeganistão que começou em 2001, logo após os ataques terroristas de 11 de setembro em território norte-americano, com o objetivo de desmantelar a Al-Qaeda. Quanto custou aos EUA até agora, mesmo depois da retirada em 2021?
  • Dívida pública vai acrescer 60 mil milhões de euros face à registada no final da governação de Passos Coelho? É pouco provável

    De acordo com o Banco de Portugal, em março de 2022, a dívida pública na ótica de Maastricht aumentou 1,2 mil milhões de euros, cifrando-se em 276 mil milhões de euros. Mas será que este valor representa mais 60 mil milhões de euros face à dívida pública deixada por Pedro Passos Coelho em 2015, como se alega em publicação no Facebook? Não, nem mesmo se chegar a 280 mil milhões de euros no final deste ano.
  • Jorge Moreira da Silva: "Só 17% das pessoas acredita nos partidos"

    "A grande prioridade passa por soluções que enfrentem a crise social, a crise económica, a crise climática. Mas a descrença na política também é importante: Só 17% das pessoas acredita nos partidos. Temos de nos entender para uma ampla reforma do sistema político", disse Jorge Moreira da Silva, candidato à liderança do PSD, em entrevista ao jornal "Expresso" (edição de 13 de maio). A percentagem indicada tem fundamento?
  • Entrada da Suécia e Finlândia na NATO implica aprovação por unanimidade? Sim, Turquia pode vetar

    Os dois países escandinavos vão apresentar hoje, em Bruxelas, o pedido de adesão à Aliança Atlântica. "A quem acolhe terroristas não diremos 'sim' quando quiserem juntar-se à NATO", advertiu na segunda-feira Recep Tayyip Erdoğan, Presidente da Turquia. Entretanto, numa publicação no Facebook salienta-se que a adesão "depende de uma votação unânime" dos respetivos Estados-membros, pelo que a Turquia terá poder de veto ou bloqueio. É verdade, está plasmado no Artigo 10.º do Tratado do Atlântico Norte.
  • Garante-se no Facebook: "Mário Nogueira disse que ia deixar de ser sindicalista em 2022"

    A 14 de maio, Mário Nogueira foi reeleito para a liderança da Fenprof com 90% dos votos e, pela primeira vez, vai ter o apoio de dois adjuntos. Numa publicação no Facebook comenta-se que o sindicalista anunciou que iria deixar a Fenprof e voltar a dar aulas este ano. De facto, Mário Nogueira disse, quando foi reeleito em 2019, que esse seria o seu último mandato e que iria voltar à escola, mas o próprio sublinhou que não seria para dar aulas de imediato.
  • PAN: "Portugal é o 5.º país da UE com menos condições para manter casas aquecidas ou arrefecê-las"

    Em recente publicação do PAN (Pessoas-Animais-Natureza) no Facebook sobre a pobreza energética destaca-se que "Portugal é o quinto país da União Europeia onde as pessoas têm menos condições económicas para manter as casas aquecidas no pico do frio ou arrefecê-las no pico do Verão". Mas esses dados estatísticos já estão desatualizados e abrangem somente o aquecimento das casas, não o arrefecimento.
  • Vídeo de carga policial contra funeral de jornalista palestiniana é real? Sim, agentes israelitas utilizaram bastões e granadas

    As imagens são objetivamente chocantes: cerca de uma dezena de polícias israelitas avançam à bastonada sobre pessoas que participam no funeral da jornalista Shireen Abu Akleh (assassinada no dia 11 de maio durante um ataque militar israelita na Cisjordânia ocupada), não poupando sequer as que transportam o caixão da falecida, coberto com uma bandeira da Palestina. O vídeo está a ser partilhado nas redes sociais e confirma-se que é autêntico.
  • Marta Temido entrou em contradição sobre penalização dos médicos com base nas IVG? Não, defendeu sempre a medida

    Num "post" no Facebook alega-se que a ministra da Saúde estava, a 8 de maio, "absolutamente" favorável à penalização dos médicos com base nos indicadores de interrupção voluntária da gravidez (IVG), mas quatro dias depois terá afirmado ser contra essa medida. Na verdade, porém, a proposta de novos critérios de avaliação ainda não tinha sido noticiada no dia 8 de maio. Reação da ministra foi posterior e não se alterou: para Temido, o problema foi sempre de interpretação.
  • Lido no Facebook: "Correios da Polónia emitiram selo de edição limitada com Zelensky"

    Circula no Facebook e no Twitter uma imagem que mostra um conjunto de selos com a cara do presidente ucraniano a azul e amarelo, as cores da bandeira da Ucrânia. Alega-se em várias publicações que se trata de uma edição limitada criada pelos correios da Polónia em homenagem a Volodymyr Zelensky. De facto, os selos foram emitidos pelos correios polacos mas são resultado de um pedido de um cliente. O mesmo serviço para criar selos personalizados está disponível em Portugal, nos CTT.
  • Não, o Pentágono não confirmou que Zelensky e o milionário George Soros são primos

    De acordo com várias publicações que têm circulado, o Pentágono terá garantido que o presidente ucraniano e o milionário norte-americano George Soros são da mesma família. Supostamente, de forma oficial, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos confirmou que os dois são primos. Contudo, trata-se de desinformação uma vez que o Pentágono nunca fez nenhum comunicado nem qualquer oficial fez semelhante afirmação. Também não existem provas de qualquer relação familiar entre Zelensky e Soros.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.