O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Vídeo viral mostra líder da comunidade do Bangladesh em Lisboa a ameaçar “destruir esta sociedade” que o acolheu?

Política
O que está em causa?
"Vou fazer o meu sangue feliz. (...) E se as pessoas não estiverem felizes com isso, destruirei esta sociedade", terá afirmado Rana Taslim Uddin, líder da comunidade do Bangladesh em Lisboa, de acordo com as legendas de um vídeo que apareceu num canal de extrema-direita no YouTube e daí saltou para as redes sociais, chegando mesmo a ser partilhado por André Ventura.

“Jornal Polígrafo, parece-me que as legendas deste vídeo estão manipuladas, fará sentido conferir”. O pedido surgiu num comentário a uma publicação de André Ventura no X/Twitter, a 17 de março, que entretanto foi apagada. O líder do Chega partilhava um vídeo com origem num canal do YouTube denominado como “Invictus Portucale”, repleto de conteúdos de cariz xenófobo e racista.

Nesse vídeo em particular retratava-se um discurso do líder da comunidade do Bangladesh em Lisboa, traduzido para português através de legendas (a partir do original em bengali, língua oficial do Bangladesh). Entre várias considerações polémicas, destaque para o seguinte excerto: “Aqueles que encontraram uma nova sociedade, aqueles que estão aqui hoje, o que é que fizeram por esta sociedade? Não o fiz pela sociedade. Fi-lo para fazer os do meu sangue felizes. Vou fazer o meu sangue feliz. Vou tornar esta sociedade numa realidade. E se as pessoas não estiverem felizes com isso, destruirei esta sociedade. Farei a nossa sociedade feliz.”

Posto isto, Ventura comentou no referido tweet com o vídeo em causa: “Receber bem não é tolerar aqueles que dizem querer destruir a nossa sociedade. O Chega tem razão: temos de ter cuidado com quem recebemos na nossa Pátria!”

Essa publicação de Ventura acabou entretanto por ser apagada, mas o vídeo permanece no YouTube e em múltiplas páginas e partilhas no X/Twitter, Facebook, Instagram e demais redes sociais.

A tradução patente nas legendas é fidedigna?

Em resposta ao Polígrafo, fonte oficial da Embaixada do Bangladesh em Portugal confirmou que o protagonista do vídeo é mesmo Rana Taslim Uddin, líder da comunidade do Bangladesh em Lisboa. O discurso terá sido proferido na cidade de Lisboa, em abril de 2023.

Quanto à tradução, Jayanti Dutta, docente e investigadora do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias (CLEPUL) da Universidade de Lisboa, explicou ao Polígrafo o que foi realmente dito por Rana Taslim Uddin naquela intervenção:

“Aqueles que encontraram aqui uma sociedade nova, aqueles que estão aqui presentes hoje, perguntam-me o que eu fiz para a sociedade. Irmãos, fi-lo para fazer o meu Deus feliz, não para a sociedade. Se Deus ficar feliz, ele trará uma solução para a sociedade e conduzirá esta sociedade para o caminho certo. Se não ficar feliz, então destruirá esta sociedade. Por isso tentamos agradar a Deus e ao mesmo tempo construir uma amizade com as pessoas desta sociedade.”

Torna-se assim evidente que o protagonista do vídeo não ameaçou “destruir esta sociedade” que o acolheu. A ideia que expressou é claramente diferente. A tradução nas legendas está errada, difundindo assim uma falsidade.

_______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Fact checks mais recentes