O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Quem foi Jacques Delors, nome de referência na construção do projeto europeu?

A atualidade internacional desta quarta-feira fica marcada pela notícia que dá conta da morte de Jacques Delors, aos 98 anos. Além de eurodeputado e presidente da Comissão Europeia, foi ainda uma figura central na criação da moeda comunitária. Recorde aqui quais foram os principais marcos da sua vida.

Jacques Delors, político francês que ascendeu ao mais alto cargo da União Europeia, morreu esta quarta-feira, aos 98 anos. A informação foi comunicada à AFP pela filha, Martine Aubry, presidente da Câmara Municipal de Lille, que deu conta de que o pai – um nome de “peso” no contexto do projeto europeu – morreu na própria casa, em Paris, durante o sono.

Nascido em Paris, a 20 de julho de 1925, foi no setor da Banca que começou a dar os primeiros passos profissionais, depois de ter estudado Economia na Sorbonne. Trabalhou no Banco de França entre 1945 e 1962, foi membro do Conselho Económico e Social e chefe de serviço dos Assuntos Sociais no Comissariado Geral do Planeamento até 1969, onde foi nomeado secretário-geral para a Formação Permanente e para a Promoção Social. 

A sua entrada no universo da política foi-se fazendo gradualmente. Depois de, entre 1969 e 1972, fazer parte do gabinete do então Primeiro-Ministro francês, Chaban-Delmas, enquanto responsável pelas pastas da formação profissional e promoção social, “voou” depois para as instituições europeias

Foi enquanto membro do Partido Socialista francês, ao qual se juntou em 1974, que acabou por ser eleito deputado do Parlamento Europeu em 1979. Até maio de 1981, ocupou a presidência da Comissão dos Assuntos Económicos e Monetários, cargo que abandonou para ser ministro da Economia e das Finanças de França (1981-1984), mas também presidente da Câmara de Clichy (1983-1984).

Seguiram-se três mandatos na liderança da Comissão Europeia, entre 1985 e 1995 – um feito que, até agora, nunca voltou a ser repetido por alguém no mesmo posto. Foi no contexto da sua presidência que se assinou, em 1992, o Tratado de Maastricht, que estabeleceu formalmente a União Europeia como hoje a conhecemos. 

Foi com ele que se deu a criação do mercado único europeu – que possibilitou a livre circulação de mercadorias, serviços, pessoas e capitais no bloco europeu a partir do início do ano seguinte – e que começaram a ser definidas as bases para a introdução do euro enquanto moeda substituta das unidades monetárias nacionais, que só viria a ser oficialmente lançada em 1999.

Ficou ainda célebre por uma metáfora que sistematizou, de forma muito concreta, a sua visão sobre aquele que deveria ser o modelo de funcionamento do bloco europeu: “A Europa é como uma bicicleta. Tem de andar para a frente. Se parar, cai.”

Jacques Delors passou ainda pelo mundo da academia, enquanto professor associado da Universidade de Paris-Dauphine (de 1974 a 1979) e docente na Escola Nacional de Administração, para além da direção do centro de investigação “Trabalho e Sociedade”, que também teve a seu cargo.

____________________________________

UE

Este artigo foi desenvolvido pelo Polígrafo no âmbito do projeto “EUROPA”. O projeto foi cofinanciado pela União Europeia no âmbito do programa de subvenções do Parlamento Europeu no domínio da comunicação. O Parlamento Europeu não foi associado à sua preparação e não é de modo algum responsável pelos dados, informações ou pontos de vista expressos no contexto do projeto, nem está por eles vinculado, cabendo a responsabilidade dos mesmos, nos termos do direito aplicável, unicamente aos autores, às pessoas entrevistadas, aos editores ou aos difusores do programa. O Parlamento Europeu não pode, além disso, ser considerado responsável pelos prejuízos, diretos ou indiretos, que a realização do projeto possa causar.

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque