“Já ouvi falar da Bitcoin e da quantia massiva que se pode ganhar a partir dela, mas nunca comprei nenhuma. Nao tinha noção de por onde começar. Isto foi de facto fácil, posso simplesmente usar o meu cartão de crédito para depositar dinheiro e ele compra-as para mim.”As palavras serão da apresentadora e atriz Filomena Cautela, que acabara de fazer um investimento em moeda digital, seguindo meticulosamente os conselhos de Carlos Almeida, seu convidado no programa “5 Para a Meia-Noite”.

Durante o programa, Carlos Almeida seduziu a apresentadora – e a plateia – com a sua história de sucesso, relatada no jornal “Finantial Times” desta forma: “(...)apenas num curto ano, [Carlos] conseguiu levar a sua família do desemprego a poder pagar escolas privadas, carros caros, restaurantes gourmet e roupas de alta-costura. A chave para o seu sucesso disparar foi uma plataforma de negociação automatizada de Bitcoin, chamada Profit BTC Media.

Para lucrar com “a expansão da bitcoin”, um utilizador teria simplesmente de fazer um depósito inicial na plataforma (no mínimo 250 euros), e depois a “máquina” resolvia o resto, através da aplicação de um algoritmo automático de negociação. “Usando uma combinação de dados e aprendizagem da máquina, o algoritmo saberia o momento perfeito para comprar a Bitcoin em baixa e vender em alta, maximizando o lucro do utilizador.”

Simples. Tão simples que Filomena Cautela terá depositado 250 euros, que em apenas três minutos se transformaram, através da suposta capacidade negocial da plataforma, em 483,18 euros – um lucro quase instantâneo de 233,18 euros que a terá levado a afirmar que se ela, que não tem experiência, consegue lucrar, “então seguramente todos podem”.

Filomena cautela
A imagem da apresentadora da RTP é utilizada num esquema fraudulento de compra de bitcoins

O artigo prossegue com a descrição das virtualidades do produto em causa, apresentando outros casos impressionantes de sucesso imediato. A dada altura, surge o incentivo direto ao investimento: “Neste momento, a Profit BTC Media está a permitir que os leitores experimentem a plataforma por um depósito inicial mínimo de apenas 250 euros. Pode levantar esta quantia em qualquer momento que desejar (...) É vital que se inscreva de imediato na Profit BTC Media, pois não sabemos quantos lugares irão estar disponíveis.”

Para tal, o leitor ávido por lucro fácil e imediato só tem de fazer o seguinte:

  1. Inscrever-se numa conta gratuita
  2. Depositar um mínimo de 250 euros
  3. Usar a plataforma para obter lucros

Esta é a narrativa que consta de uma página que circula na internet e cuja credibilidade vários leitores do Polígrafo pediram para ser verificada.

filomna cautela
A descrição dos fluxos financeiros que permitiam um lucro quase imediato

Feita a análise, é possível concluir que se trata de uma página fraudulenta. Por vários motivos:

  • Numa tentativa de suscitar credibilidade junto dos leitores mais desatentos, adota o nome de “Finantial Times”, um título que no mínimo é levemente familiar a quem o lê. Evidentemente que a página não tem qualquer relação com aquele prestigiado jornal de economia.
  • Ao afirmar que “Carlos Almeida” foi ao “5 Para a Meia-Noite”, onde convenceu Filomena Cautela a investir em bitcoins, o artigo incorre numa falsidade, uma vez que tal nunca aconteceu. O Polígrafo consultou a lista dos convidados do programa e não encontrou qualquer Carlos Almeida. A utilização de figuras públicas para promover este esquema não é uma originalidade: o Polígrafo já o denunciou noutras ocasiões, como quando noticiou o caso do ator Carlos Areia ou o do ex-presidente do Sporting, Bruno de Carvalho.
  • Como todas as páginas deste cariz, é feito um apelo muito forte à atuação imediata. A ideia é desencadear um comportamento impulsivo e irracional, na procura do lucro instantâneo.
  • No final do artigo, são colocados comentários de “utilizadores” felizes com a sua experiência. Há o Teodoro Alvim, a Josefa Seabra, o Flávio Varela... Todos comentam a partir do Facebook. Ao tentar abrir os seus perfis, nada encontramos – trata-se, naturalmente, de perfis falsos, inventados para alimentar uma narrativa de sucesso.
facebook

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.