O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Vera Norte: “Ajudamos pessoas com mais de 50 anos a regressar ao mercado de trabalho”

Criada em 2022, a dNovo recoloca profissionais seniores no mercado de trabalho através de uma nova orientação laboral, da aquisição de competências e do networking que promove. Segundo Vera Norte, assessora da administração, já mais de meia centena de pessoas voltou a ser contratada em resultado do plano de ação individual concebido por esta associação.

Como nasceu a ideia de criar a dNovo e como foi concretizada?

A dNovo nasce de uma iniciativa privada de três amigos que decidem criar uma associação que dê apoio a pessoas desempregadas com habilitações superiores e com mais de 50 anos. Apercebendo-se que há um grande desperdício de competências e experiência neste segmento, num país que necessita delas e que muitas vezes não dá oportunidades a pessoas só porque têm mais idade.

Qual o âmbito concreto de atuação?

A dNovo tem como propósito ajudar pessoas com mais de 50 anos que se encontrem desempregadas a regressar ao mercado de trabalho. Para isso, trabalha com elas em três áreas: mentoria; networking e capacitação. Temos atualmente mais de 120 mentores seniores voluntários que acompanham os profissionais, ajudando a delinear um plano de ação individual em função do que cada um pretende e como o pretende alcançar. Paralelamente, estes mentores dão também sessões de mentoria de grupo sobre temas relevantes; apoio na criação de uma página de LinkedIn, na preparação de uma entrevista de recrutamento e em questões de natureza comportamental – como a comunicação interpessoal ou a liderança.

O networking é fomentado através da realização de eventos para mentores e profissionais no sentido de se promover o encontrar de soluções conjuntas e criar interajuda. A capacitação é outro grande pilar sendo que a dNovo tem uma série de protocolos com várias escolas e universidades que facilitam a capacitação dos profissionais. Temos também, através de protocolos com câmaras e com o IAPMEI, dinamização e aconselhamento a soluções de empreendedorismo.

A dNovo trabalha com as pessoas em três áreas: mentoria; networking e capacitação. Temos mais de 120 mentores seniores voluntários que acompanham os profissionais, ajudando a delinear um plano de ação individual em função do que cada um pretende

E quais os critérios para um profissional ser elegível no apoio que a dNovo?

Ter mais de 50 anos, estar desempregado, ter habilitações superiores.

 Com que parceiros contam e como pode ser agilizada a formação e/ou reentrada no mercado de trabalho?

A dNovo tem como propósito fundamental ajudar os profissionais a encontrarem as suas soluções de empregabilidade. Paralelamente, tentamos despertar o interesse das empresas para estes profissionais.

A dNovo tem uma plataforma onde as empresas se podem registar e ter acesso aos CV dos profissionais inscritos (no presente, mais de 280).

Há um tempo médio calculado por vós para cada processo, desde o recurso à dNovo até ao novo emprego?

Não há um tempo estipulado, mas, em média, um ano.

Atualmente, são 60 casos de sucesso (profissionais que retornaram ao mercado de trabalho). Muitos deles, regressaram à nossa associação como mentores para poderem ajudar outros profissionais.

Algum caso concreto especialmente paradigmático que queira citar?

Todos os profissionais partilham o seu testemunho quando voltam ao mercado de trabalho. Todos são de gratidão para com a dNovo e os seus mentores. Atualmente, são 60 casos de sucesso (60 profissionais que retornaram ao mercado de trabalho). Muitos deles, depois de voltarem a trabalhar, regressaram à nossa associação como mentores para poderem ajudar outros profissionais. Isto simboliza para a associação o valor e o reconhecimento: “Uma vez dNovo para sempre dNovo”.

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Fact checks mais recentes