A notícia, de junho de 2019, contraria a afirmação de Ventura, que classificamos como falsa.