Insatisfeito com a alegada incapacidade do atual governo para implementar reformas de fundo,Rui Rio partilhou hoje, às 6h25, um tweetcom os seus 2051 seguidores no Twitter o que se segue: “Porque é que as reformas são sempre adiadas? Porque é da sua própria natureza enfrentar interesses há muito instalados. Porque é preciso ter coragem (e nada a temar!) para os enfrentar. E porque há sempre o argumento imediato para as tentar travar: nunca é o momento adequado!” Para reforçar a sua mensagem, o líder do PSD escolheu anexar ao texto uma imagem do líder histórico sul-africano Nelson Mandela, entretanto falecido, com a seguinte citação: “Tudo parece impossível até que seja feito.”

Ora, tudo indica que a citação partilhada por Rio - e não só, uma vez que é partilhada milhares de vezes em todo o mundo por pessoas que, como Rui Rio,  lhe conferem validade - não é atribuível a Mandela. Segundo o site de fact-checking Africa-Check, uma organização não governamental independente criada em 2012, não existem registos de que o ex-Presidente sul-africano tenha alguma vez proferido ou escrito esta frase.

Para chegar a essa conclusão, o Africa-Check realizou uma profunda  investigação. Procurou na  base de dados de citações da Fundação Nelson Mandela e nada encontrou sobre a frase em causa. Quando contactou Sahm Venter, investigadora da Fundação, esta confirmou que não existe qualquer registo de que Nelson Mandela será o seu autor. O Polígrafo também tentou procurar a frase no site da Fundação, não tendo encontrado resultados.

O Africa-Check foi mais longe e consultou o Quote Investigador (QI), o mais conhecido site mundial de fact-checking de citações, criado em 2010 por Gregory F. Sullivan, um antigo professor da Universidade John Hopkins, no sentido de identificar o autor real da frase. E o que descobriu? Que a primeira vez que alguém atribuiu a citação ao antigo presidente sul-africano foi em 2001, num jornal australiano.

A investigação descobriu ainda que versões dessa mesma citação terão sido atribuídas a outros autores, como o Professor Daniel Wilson, autor do livro “Prehistoric Man: Researches into the Origin of Civilization in the Old and the New World” (1862) ou até a um filósofo romano, Gaius Plinius Secundus, mais conhecido por Plinio, o velho.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.