O Congresso espanhol aprovou hoje seis emendas ao Orçamento de Estado e devolveu o texto ao governo de Pedro Sánchez, que face à derrota deverá anunciar na sexta-feira, após o Conselho de Ministros, a antecipação das eleições gerais que estavam previstas apenas para 2020. Apesar das tentativas de última hora do executivo, os independentistas catalães rejeitaram apoiar o Orçamento, numa reação à recusa de Sánchez em abrir negociações sobre a autodeterminação da Catalunha.

Desde que, a 2 de junho de 2018, o líder do PSOE assumiu a chefia do governo espanhol, substituindo Mariano Rajoy, do PP, que a sua vida não tem sido fácil. Os rumores colocados a circular sobre os seus alegados hábitos "burgueses" têm proliferado pela internet. Fique com os três mais virais:

RUMOR NÚMERO 1

A sua mulher gastou 500 mil euros a mobilar o Palácio da Moncloa

A informação, claramente concebida para se tornar viral, foi colocada a circular nas redes sociais: Begoña Gómez, mulher de Pedro Sánchez, teria gastado meio milhão de euros na redecoração da residência privada do Palácio da Moncloa, onde habita o Primriro-Ministro espanhol. Alegadamente, a companheira do primeiro-ministro não teria apreciado a decoração da residência oficial. “O Palácio da Moncloa tem 200 metros quadrados, distribuídos por 8 quartos e 9 casas de banho (...) a mulher de Pedro Sánchez pediu para mudar todo o mobiliário”, podia ler-se no texto partilhado.

Moncloa

Agora a verdade, reposta pelo site espanhol de fact-checking maldita.es:

O que os ainda inquilinos da Moncloa compraram foi o que se segue:

  • Um sofá de 1,35m. Preço: 341 euros.
  • Uma cama infantil e um colchão. Preço: 448 euros.
  • Um sofá com três lugares. Preço: 599 euros.

Ao todo, um investimento de 1388 euros – ou seja, 498.612 euros a menos do que garantia a fake news.

RUMOR NÚMERO 2

Pedro Sánchez apela ao investimento em bitcoins

O esquema de desinformação em redor do investimento em bitcoins é global e Espanha não é exceção. Há algumas semanas, foi posto  a circular no Facebook um anúncio segundo o qual Pedro Sánchez “aconselha um investimento de 225€” no “Bitcoin Future”, um esquema que se viria a revelar fraudulento. Quando se clica no link disponibilizado na página, é-se direcionado para um espaço que simula um jornal online de forma muito realista e em que se prometem largos dividendos em caso de investimento.

bitcoin

O artigo em causa garante que não foi só Sánchez quem aderiu incondicionalmente à moda da bitcoin – todo o governo terá ficado “louco” ao descobrir o potencial daquele mercado, considerado como “um novo sistema bancário”.

Trata-se, obviamente de um rumor. Também em Portugal o Polígrafo já denunciou a utilização da imagem de figuras públicas em esquemas fraudulentos relacionados com bitcoins. Mário Centeno, Manuel Luís Goucha, Bruno de Carvalho ou, mais recentemente, o ator Pedro Lima, foram alguns dos visados.

RUMOR NÚMERO 3

Pedro Sánchez comprou um novo carro oficial de 500 mil euros

Uma vez mais, para provar que Sánchez é, alegadamente, um ilustre membro do clube da “esquerda caviar”, o diário ABC (próximo da direita política) publicou, em Junho de 2018, uma notícia segundo a qual o primeiro-ministro espanhol teria comprado um automóvel no valor de meio milhão de euros, trocando o Peugeot 407 que conduzia antes de chegar à Moncloa por um potente Audi A8 L Security.

audi

Ora, a verdade é que o carro em causa já era propriedade do Estado espanhol desde 14 de setembro de 2017, tendo inclusivamente sido utilizado por Mariano Rajoy no desempenho das suas funções.

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
International Fact-Checking Network