O Congresso espanhol aprovou hoje seis emendas ao Orçamento de Estado e devolveu o texto ao governo de Pedro Sánchez, que face à derrota deverá anunciar na sexta-feira, após o Conselho de Ministros, a antecipação das eleições gerais que estavam previstas apenas para 2020. Apesar das tentativas de última hora do executivo, os independentistas catalães rejeitaram apoiar o Orçamento, numa reação à recusa de Sánchez em abrir negociações sobre a autodeterminação da Catalunha.

Desde que, a 2 de junho de 2018, o líder do PSOE assumiu a chefia do governo espanhol, substituindo Mariano Rajoy, do PP, que a sua vida não tem sido fácil. Os rumores colocados a circular sobre os seus alegados hábitos "burgueses" têm proliferado pela internet. Fique com os três mais virais:

RUMOR NÚMERO 1

A sua mulher gastou 500 mil euros a mobilar o Palácio da Moncloa

A informação, claramente concebida para se tornar viral, foi colocada a circular nas redes sociais: Begoña Gómez, mulher de Pedro Sánchez, teria gastado meio milhão de euros na redecoração da residência privada do Palácio da Moncloa, onde habita o Primriro-Ministro espanhol. Alegadamente, a companheira do primeiro-ministro não teria apreciado a decoração da residência oficial. “O Palácio da Moncloa tem 200 metros quadrados, distribuídos por 8 quartos e 9 casas de banho (...) a mulher de Pedro Sánchez pediu para mudar todo o mobiliário”, podia ler-se no texto partilhado.

Moncloa

Agora a verdade, reposta pelo site espanhol de fact-checking maldita.es:

O que os ainda inquilinos da Moncloa compraram foi o que se segue:

  • Um sofá de 1,35m. Preço: 341 euros.
  • Uma cama infantil e um colchão. Preço: 448 euros.
  • Um sofá com três lugares. Preço: 599 euros.

Ao todo, um investimento de 1388 euros – ou seja, 498.612 euros a menos do que garantia a fake news.

RUMOR NÚMERO 2

Pedro Sánchez apela ao investimento em bitcoins

O esquema de desinformação em redor do investimento em bitcoins é global e Espanha não é exceção. Há algumas semanas, foi posto  a circular no Facebook um anúncio segundo o qual Pedro Sánchez “aconselha um investimento de 225€” no “Bitcoin Future”, um esquema que se viria a revelar fraudulento. Quando se clica no link disponibilizado na página, é-se direcionado para um espaço que simula um jornal online de forma muito realista e em que se prometem largos dividendos em caso de investimento.

bitcoin

O artigo em causa garante que não foi só Sánchez quem aderiu incondicionalmente à moda da bitcoin – todo o governo terá ficado “louco” ao descobrir o potencial daquele mercado, considerado como “um novo sistema bancário”.

Trata-se, obviamente de um rumor. Também em Portugal o Polígrafo já denunciou a utilização da imagem de figuras públicas em esquemas fraudulentos relacionados com bitcoins. Mário Centeno, Manuel Luís Goucha, Bruno de Carvalho ou, mais recentemente, o ator Pedro Lima, foram alguns dos visados.

RUMOR NÚMERO 3

Pedro Sánchez comprou um novo carro oficial de 500 mil euros

Uma vez mais, para provar que Sánchez é, alegadamente, um ilustre membro do clube da “esquerda caviar”, o diário ABC (próximo da direita política) publicou, em Junho de 2018, uma notícia segundo a qual o primeiro-ministro espanhol teria comprado um automóvel no valor de meio milhão de euros, trocando o Peugeot 407 que conduzia antes de chegar à Moncloa por um potente Audi A8 L Security.

audi

Ora, a verdade é que o carro em causa já era propriedade do Estado espanhol desde 14 de setembro de 2017, tendo inclusivamente sido utilizado por Mariano Rajoy no desempenho das suas funções.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.