1.

O rumor:

Foi colocado a circular nas redes sociais um print-screen de uma suposta sondagem publicada no Diário de Andorra, na qual o partido mais radical que se apresenta a estas eleições consegue um resultado histórico. O Vox, da extrema-direita, teria 82 lugares no Congresso.

A verdade:

Trata-se de uma falsidade. A publicação em causa não tem sequer um link que direcione ao jornal ou ao estudo, não aparece noutros locais na internet. Além disso, o Diário de Andorra também confirmou ao Maldita.es que nunca publicou a sondagem em causa.

2.

O rumor:

O Partido Popular, o Vox e o Cidadãos chegaram a um acordo secreto para baixar as pensões em 20% em 2019 e em 10% em 2020.

A verdade:

Este rumor circulou ontem através do WhatsApp sem qualquer prova material ou documento de suporte. O boato dizia ainda que o Partido Popular tinha demitido um informático por este ter alegadamente deixado a informação tornar-se pública. Quer o PP, quer o Vox, quer o Cidadãos desmentiram a sua veracidade. Os três partidos já negaram que alguma vez tenham tido a intenção de baixar as pensões.

3.

O rumor:

Pablo Iglesias, líder do Podemos, fez um discurso a incentivar o lançamento de cocktails molotov contra a polícia.

A verdade:

O áudio em que Pablo Iglesias teria proferido estas palavras foi partilhado à exustão durante o dia de ontem. Nele, o líder do Podemos diz coisas como: “Nós fazemos política masculina, com tomates" ou "temos de praticar a ginástica revolucionária!, de certeza que vocês sabem fabricar aqueles cocktails  que incendeiam e explodem”.

Pablo iglesias
O alegado áudio já tinha sido divulgado em eleições anteriores

Trata-se de um áudio real, que já foi colocado a circular noutras ocasiões, e que já por diversas vezes foi desmentido por Iglesias, que diz ter-se tratado de uma paródia, de uma caricatura sem sentido. “Quem falasse assim seria um psicopata, um deficiente profundo”, disse.

4.

O rumor:

Segundo uma cadeia de desinformação via WhatsApp, o líder do PSOE e principal favorito a vencer as eleições chegou a um pacto secreto com  Quim Torra, presidente do governo regional da Catalunha, em que está prevista a sua separação da Espanha, uma grande ambição daquela região, que há muito reclama a independência relativamente ao Governo central de Madrid.

quim torra
Quim Torra é alvo frequente de memes na internet. Neste, é comparado ao ditador norte-coreano Kim Jong-un

Além da independência, Sanchez teria acordado com Torres a concessão de indultos a catalães acusados de terrorismo, bem como a atribuição de 18.7 mil milhões de euros de subsídio para financiar o processo de transição.

A verdade:

O rumor não passa disso mesmo. O Governo regional da Catalunha já desmentiu a informação.

5.

O rumor:

A União Europeia obrigará a fazer um referendo sobre a independência da Catalunha se os partidos independentistas tiverem mais de 50% dos votos.

A verdade:

Foi a própria Comissão Europeia quem desmentiu a informação ao Maldita.es, ao afirmar através de fonte oficial que  "as eleições nacionais são competência dos Estados-Membros, as instituições da UE não interferem nos processos eleitorais nacionais".

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.