“Quanto mais cedo se começa a jogar, sobretudo sem regras de utilização, maior é a probabilidade de dependência futura”, diz o psicólogo Pedro Hubert, coordenador do Instituto de Apoio ao Jogador (IAJ). Em muitos casos, a utilização regular – sem supervisão de um adulto – começa por volta dos 7, 8 anos, o que não é recomendado segundo o especialista. “A maioria dos jogos não é indicada para crianças desta idade. O Fortnite, um jogo muito em voga actualmente, é prejudicial para estas faixas etárias, por causa dos estímulos que provoca e dos valores que incute.”

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
International Fact-Checking Network