O primeiro jornal português
de Fact-Checking

“Geração V”: um projeto fundamental para os jovens combaterem a desinformação

São a geração que mais tempo conviveu com ecrãs, redes sociais e com o mundo digital. Ao contrário do que sucede com os seus pais, nunca viveram num mundo sem internet, redes sociais ou telemóveis - e talvez por isso estejam bem conscientes da desinformação que prolifera online.

Num mundo cada vez mais tecnológico, os tempos sem a informação à distância de um clique parecem cada vez mais coisa do passado. Se antes a desinformação poderia correr boca a boca, não alcançando grandes plateias, hoje é capaz de chegar a milhares de pessoas (uma estimativa modesta…) e um pequeno problema pode ganhar subitamente dimensões gigantescas.

Tudo se difunde a uma velocidade que antes parecia impossível, mas que é hoje uma realidade. Resultados eleitorais podem ser influenciados com mentiras a circular nas redes sociais, a percepção relativamente a assuntos como a guerra, a imigração, a saúde mental ou até teorias da conspiração é habilmente manipulada graças à facilidade com que se chega a qualquer pessoa e a qualquer parte do mundo.

A literacia é, por isso mesmo, fundamental para equipar a população com dados, factos baseados em fontes credíveis ou evidência científica – no fundo, de verdade.

Foi pela verdade dos factos que nasceu o Polígrafo e é agora com o mesmo foco que nasce o “Geração V – em nome da Verdade”. Em pouco mais de um mês, recebemos inscrições vindas de várias zonas do país, provenientes de jovens motivados para o combate à desinformação que inevitavelmente lhes surge diariamente nas suas plataformas.

Sabem que a desinformação é um problema da atualidade, mas nem sempre estão equipados das ferramentas certas para distinguirem a verdade da mentira. Sabem, no entanto, que querem fazê-lo por uma sociedade mais informada e em prol da informação segura.

É aqui que entramos nós, na expectativa e entusiasmo de podermos formar uma nova geração de fact-checkers que, independemente do caminho profissional que seguirem, serão, certamente, cidadãos mais atentos e com espírito crítico sobre tudo o que chega às suas redes sociais.

_______________________________

Este artigo foi desenvolvido pelo Polígrafo no âmbito do projeto “Geração V – em nome da Verdade”, uma rede nacional de jovens fact-checkers. O projeto foi concretizado em parceria com a Fundação Porticus, que o financia. Os dados, informações ou pontos de vista expressos neste âmbito, são da responsabilidade dos autores, pessoas entrevistadas, editores e do próprio Polígrafo enquanto coordenador do projeto.

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque