O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Elections24Check: Polígrafo participa em projeto pioneiro de fact-checking para as Eleições Europeias

O Polígrafo está a colaborar num projeto com a European Fact-Checking Standards Network (EFCSN) que junta um consórcio de mais de 40 organizações de fact-checking em toda a Europa para a criação de uma base de dados focada nas eleições de 2024 para o Parlamento Europeu. A iniciativa é apoiada pela Google.

O Elections24Check é uma base de dados gratuita e de livre acesso. Além da verificação de factos políticos, sociais e económicos, podem-se encontrar artigos explicativos e relatórios sobre as várias tendências de desinformação observadas um pouco por toda a Europa. O site do projeto está online desde hoje, 21 de março, e será atualizado diariamente até ao final de julho deste ano.

Os utilizadores da plataforma podem pesquisar e filtrar artigos em diferentes idiomas, relacionados com países específicos, sobre diversos assuntos, dos quais se destacam, a título de exemplo, as alterações climáticas, a segurança ou a defesa. O objetivo é aumentar a colaboração transfronteiriça e servir de recurso consultivo para os cidadãos europeus antes da votação de junho.

Ainda como parte do projeto, ficarão disponíveis estatísticas sobre as tendências de desinformação durante a eleição e a respetiva campanha. Os investigadores interessados terão a possibilidade de solicitar acesso a um conjunto de dados mais completo.

“Esta iniciativa é mais uma prova da importância do nosso trabalho, não só no ecossistema português, mas também a nível europeu”, considera Fernando Esteves, diretor do jornal Polígrafo. “O Polígrafo continua a trilhar o seu caminho como um dos projetos de fact-checking mais respeitados e considerados da Europa, lado-a-lado com todos os jornais de referência. É um orgulho, mas também uma responsabilidade acrescida, que nos motiva a privilegiar sempre a qualidade dos nossos conteúdos – e a transparência dos nossos métodos – colocando-os à disposição dos nossos leitores”, acrescenta.

O diretor da EFCSN, Carlos Hernández-Echevarría, afirma que o “Eleições24Check oferecerá um sistema de deteção precoce de desinformação online para todo o continente”. As organizações de fact-checking não irão cobrir apenas a União Europeia, mas também a comunidade mais ampla dos países europeus vizinhos. Isso é importante porque a desinformação viaja amplamente através das fronteiras”, esclarece.

A vice-presidente de Assuntos Governamentais e Políticas Públicas para a Europa na Google, Annette Kroeber-Riel, acrescenta: “Estamos orgulhosos de apoiar o trabalho das organizações de fact-checking em toda a Europa num momento crucial, já que a desinformação eleitoral corre o risco de minar os processos democráticos. Esta iniciativa liderada pela EFCSN e por mais de 40 organizações trará informação de qualidade para os eleitores e abrirá caminho” para novas colaborações no futuro.

As organizações de fact-checking que participam neste projeto fizeram compromissos com a transparência, com o não-partidarismo e com a excelência jornalística, conforme estabelecido no European Code of Standards for Independent Fact Checking Organisations.

A base de dados pode ser consultada em https://elections24.efcsn.com/.

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque