"Vítor Constâncio, um socialista consciente, acumulou durante oito anos a pensão de 10 mil euros do Banco de Portugal, com salário do Banco Central Europeu de 14 x 23.400 euros, mais ajudas da praxe", começa por se salientar na publicação em causa.

"Atualmente recebe 10 mil mocas do Banco de Portugal e a pensão do Banco Central Europeu no valor de 17 mil euros. Total: 27 mil euros", conclui-se na mensagem, partilhada por centenas de pessoas no Facebook.

Verdade ou falsidade?

Antigo secretário-geral do Partido Socialista (PS), entre 1986 e 1989, Vítor Constâncio exerceu o cargo de governador do Banco de Portugal (BdP) em dois períodos distintos, a saber: entre 1985 e 1986 e entre 2000 e 2010. Saltou depois para as funções de vice-governador do Banco Central Europeu (BCE), cargo que exerceu até 2018, altura em que se reformou.

Na página institucional do BdP estão registados os valores das remunerações mensais do governador e do vice-governador ao longo da última década (pode consultar aqui). Nos dois últimos anos como governador do BdP, 2009 e 2019, Constâncio auferiu remunerações mensais de 17.817,70 euros e 16.926,82 euros, respetivamente.

O salário de Constâncio no BCE era bastante superior ao que auferia no BdP. Em 2012, de acordo com uma notícia da Agência Lusa, o então vice-presidente do BCE recebeu 320.688 euros, mais de 22 mil euros por mês se se considerarem 14 salários por ano.

no seu último ano como vice-governador do BCE, em 2018, Constâncio recebeu 340 mil euros, mais de 28 mil euros brutos por mês. Entretanto acumula pensões de reforma do BdP e do BCP com um valor total de cerca de 27 mil euros, tal como noticiou o jornal "Correio da Manhã", em junho de 2019.

Confirma-se assim que a publicação em causa difunde informação verdadeira.

_______________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network