Pessoas amontoadas em macas, cadeirões, cadeiras de plástico ou deitadas no chão, estando muitas a receber oxigénio a partir de botijas portáteis. Os pacientes são tantos que sobra um corredor estreito para caminhar. Assim é o vídeo que tem circulado em diferentes redes sociais, associado a várias publicações que denunciam o estado de saturação dos serviços de saúde, provocado pela Covid-19.

Algumas publicações garantem que a gravação, aparentemente feita por um profissional de saúde, retrata um hospital de Quito, a capital do Equador. Outras dão como certo que o vídeo é de um hospital de Barranquilla, na Colombia. Há ainda quem diga que o cenário de caos se registou no Panamá, nas Honduras, ou até na cidade de Puebla, no México.

Caos em hospital
créditos: Twitter

Será que as imagens são autênticas? E, caso sejam, em que hospital foram captadas? Verificação de factos.

A resposta é positiva: o vídeo é real. Mas não foi captado em nenhuma das unidades de saúde indicadas pelas publicações mais recentes em diferentes redes sociais, como dá conta o portal colombiano de verificação de factos Colombia Check.

Recorrendo a diferentes ferramentas de verificação de vídeo, o jornal revela que as imagens foram gravadas no IMSS, o Instituto Mexicano do Seguro Social, na cidade de Obregón, no México. As primeiras partilhas em contas particulares nas redes sociais datam dos dias 12 e 13 de junho. Uma delas é a de um jornalista da TV Azteca de Sonora, precisamente o estado onde se localiza a unidade de saúde em causa.

As primeiras partilhas em contas particulares nas redes sociais datam dos dias 12 e 13 de junho. Uma delas é a de um jornalista da TV Azteca de Sonora, precisamente o estado onde se localiza a unidade de saúde em causa.

Antes, no dia 1 de junho, a situação de caos já tinha sido denunciada por uma reportagem do canal mexicano Meganoticias Sur de Sonora. O trabalho jornalístico dava conta que a área de urgências de Covid-19 do hospital estava sobrelotada há vários dias.

Pode concluir-se que o vídeo que mostra um serviço de urgência sobrelotado com doentes Covid-19 é autêntico, mas a sua localização foi alterada nas várias publicações nas redes sociais, depois de já ter sido divulgado por um canal de televisão mexicano.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network