O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Vídeo que mostra jornalista ucraniano a consumir estupefacientes em direto na televisão é real?

União Europeia
O que está em causa?
Desde o início da guerra na Ucrânia que têm viralizado nas redes sociais informações falsas sobre dirigentes ou instituições ucranianas. Desta vez o “alvo” foi um suposto jornalista de uma estação televisiva que terá sido apanhado a consumir cocaína.

“Não se preocupem! O dinheiro dos vossos impostos está em mãos preciosas”, lê-se na legenda de uma publicação partilhada recentemente na rede social X, dirigida ao povo ucraniano. Isto porque, a acompanhar a mensagem, surge um vídeo do que aparenta ser um repórter de uma televisão local a consumir estupefacientes em direto, após ter sido lançado pelo pivot do respetivo noticiário, que se encontrava em estúdio.

O momento viralizou nas redes sociais, acompanhado de comentários que estão agora a ser difundidos em várias línguas. Mas será que este incidente foi mesmo transmitido em plena televisão ucraniana, como se tem vindo a alegar nas redes sociais?

Não. O vídeo original foi partilhado, há cerca de três meses, no YouTube, por plataformas de informação da Ucrânia. Nele, identifica-se o referido pivot, no mesmo estúdio e com a mesma indumentária, mas o plano em que devia ser possível identificar o repórter responsável pela atitude polémica apresenta um cenário bem diferente.

Na sua vez, identifica-se, na verdade, Dmytro Kuleba, o chefe da diplomacia ucraniana, que se preparava para prestar declarações à imprensa. Porém, pensando não estar no plano da imagem, o governante acende o que aparenta ser um charuto, em direto, o que motiva a interrupção da transmissão. Segundo constatou a plataforma de fact-checking “Facta”, o logótipo identificado no microfone presente na imagem permite concluir que o momento terá sido difundido pelo canal televisivo ucraniano Inter TV Channel.

Ou seja, a filmagem do alegado repórter a consumir estupefacientes em plano terá sido posteriormente adicionada ao vídeo, pelo que consideramos que o mesmo foi manipulado.

_______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque