Um palco, uma plateia e vários cidadãos japoneses a entoar “A Portuguesa”. É isto que se pode ver num vídeo partilhado nos últimos dias nas redes sociais. As imagens mereceram a atenção dos internautas que elogiaram a homenagem feita em Nagasáqui ao povo português.

Mas será o vídeo autêntico?

Sim, e a resposta surge na página de Linkedin, uma rede social virada para o mundo profissional, de Inês Pereira de Queiroz, a representante do Turismo de Portugal no Japão.

Numa publicação, Inês Pereira de Queiroz partilha o vídeo e explica que o episódio aconteceu a propósito das “comemorações dos 450 anos do porto da cidade de Nagasáqui”. Este post foi feito há duas semanas e conta com mais de 500 reações e dezenas de comentários.

Num desses comentários pode ler-se: "Existem momentos inesquecíveis. Este é um desses e que cada português deve saber que aconteceu. Foi ontem, dia 20 de novembro que a cidade de Nagasáqui celebrou os 450 anos da abertura do seu porto. Ouvir cantar o hino nacional português, pelo coro masculino de Nagasáqui, é um momento emocionante e que revela a importância e a admiração que as autoridades japoneses atribuem à chegada dos portugueses ao Japão."

Mas a que se deve esta homenagem? Para responder basta fazer uma viagem no tempo e recuar a 1571, ano em que o porto de Nagasáqui foi fundado, mais de vinte anos depois de os navegadores portugueses chegarem ao Japão. Durante o ano de 2021, uma série de exposições e iniciativas celebraram a relação histórica entre os dois países.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network