"Argentina protesta contra a visita de Lula! Parabéns ao povo brasileiro estamos sendo inspiração e exemplo para o mundo", lê-se numa publicação no Facebook, datada de 24 de janeiro.

Um curto vídeo de 4o segundos mostra um protesto com centenas de pessoas. Num dos cartazes lê-se em espanhol: "Liberdade, aqui, agora e sempre."

Lula da Silva reuniu-se na segunda-feira, dia 23 de janeiro, com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, em Buenos Aires. Esta foi a primeira visita oficial que o novo governante brasileiro realizou à Argentina.

A visita oficial de Lula antecedeu a sua participação, na terça-feira, na Cimeira da Comunidade dos Estados Latino-americanos e Caribenhos (CELAC), na qual participam os 33 países da região - incluindo o Brasil, regressando assim ao fórum regional do qual Bolsonaro tinha retirado o país em janeiro de 2020, alinhado com os interesses de Donald Trump.

Ora, o vídeo em causa não tem nenhuma relação com a visita do presidente brasileiro à Argentina. As imagens reportam, aliás, a dezembro de 2021, quando se protestava no país contra o passaporte sanitário imposto pelo Governo argentino para impedir a disseminação da Covid-19.

  • Lula da Silva roubou crucifixo do Palácio do Planalto, como se diz nas redes sociais?

    O Presidente do Brasil está a ser acusado de ter roubado um crucifixo do Palácio do Planalto: um vídeo, entretanto apagado das redes sociais, mistura reportagem da revista "Veja", de 2016, e acervo da sede do poder em Brasília. Mas será verdade que a Polícia Federal encontrou jóias e obras de arte (entre as quais um crucifixo) no cofre de Lula da Silva?

A plataforma de verificação de factos AFP Checamos verificou este conteúdo e identificou uma notícia de 11 de dezembro de 2o21 em que se dá conta da manifestação. "Houve outro protesto de um grande grupo de cidadãos neste sábado no centro da cidade de Buenos Aires, neste caso contra o 'passe sanitário' anunciado pelo governo nacional e confirmado pelas províncias e distritos", destaca-se no artigo.

Publicações de Twitter, com a mesma data, permitem identificar as imagens que estão agora a ser partilhadas como se mostrassem um protesto contra Lula da Silva. As centenas de pessoas reunidas na Praça da República, junto ao popular Obelisco, contestavam a obrigatoriedade da apresentação do documento que comprovava a vacinação contra a Covid-19.

Em suma, as publicações nas redes sociais que apresentam o vídeo analisado como um registo de uma manifestação contra o presidente brasileiro na Argentina têm como objetivo desinformar. As imagens foram captadas no final de 2021 e mostram um protesto contra as medidas sanitárias no país devido à pandemia.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Pimenta na Língua
International Fact-Checking Network