"Uau! Ouçam o Presidente da Ucrânia a cantar 'Imagine' de John Lennon. Não vão conseguir esquecer", garante o autor de uma publicação no Facebook, de 27 de março. Em anexo surge um vídeo, com pouco mais de três minutos, onde um homem sentado ao piano canta uma versão da música. Legendado em italiano, o vídeo foi publicado a 19 de março e conta já mais de um milhão de visualizações.

Mas será Volodymyr Zelensky que está ao piano?

O presidente ucraniano, eleito em 2019, tem um passado como ator e comediante, mas não é Volodymyr Zelensky que surge no vídeo que tem sido amplamente partilhado.

Na verdade, trata-se de Alejandro Manzano, vocalista da banda norte-americana Boyce Avenue, e o vídeo original foi partilhado pela banda no seu canal oficial no Youtube, a 9 de julho de 2017. Conta com mais de 16 milhões de visualizações.

No início de março, um outro vídeo garantia que Zelensky e a mulher Olena Zelenska eram os protagonistas de um dueto e cantavam uma versão de "Endless Love", de Lionel Richie. Mais uma vez, tratava-se de Alejandro Manzano num dueto com a cantora britânica Connie Talbot, partilhado a 20 de fevereiro de 2022.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network