"Alguém me pode explicar o que aconteceu à Miss Portugal?", questiona- se num "tweet" publicado na última terça-feira, 21 de novembro. Em causa está um vídeo de quatro segundos em que uma mulher surge a mexer no interior do vestido, em cima de um palco, junto às virilhas.

twitter

O vídeo (e a sua descrição) têm um propósito transfóbico: asseguram que Marina Machete, a Miss Portugal que fez história na madrugada do último domingo ao classificar-se para o grupo de 20 semifinalistas do concurso Miss Universo, em El Salvador, estava a "ajeitar os genitais".

Todo o conteúdo é um embuste: o vídeo mostra a cantora norte-americana Doja Cat a receber o prémio de "Melhor Performance Duo" nos Grammys de 2022. A rapper fingiu que estava a ajeitar o vestido porque "nunca tinha feito 'xixi' tão rápido", disse ao subir ao palco.

Na rede social X, o vídeo é partilhado com um recorte: na parte "escondida" está SZA para, que recebeu o prémio ao lado da rapper norte-americana.

___________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.