"Urgente: Nova evidência. Que o mundo inteiro saiba que aviões de guerra da Rússia estão a disparar contra inocentes civis da Ucrânia. Que alguém pare este genocídio. Há crianças, mulheres e idosos mortos nas ruas", lê-se num tweet publicado no dia 24 de fevereiro, em língua espanhola, associado à exibição de um clip de vídeo com 19 segundos de duração.

As imagens foram captadas à noite e têm escassa visibilidade. De qualquer modo parece vislumbrar-se um grupo de pessoas numa rua que foge de explosões e disparos vindos do céu. Este vídeo é autêntico? E a descrição está correta?

Na realidade, o vídeo é autêntico mas não é atual nem foi captado na Ucrânia.

Segundo apurou a plataforma de fact-checking espanhola "Maldita", este vídeo foi filmado na Turquia, em 2016,  embora esteja a ser difundido no Twitter como sendo atual e retratando um bombardeamento na Ucrânia.

Analisando as imagens na aplicação "TinEye" verificamos que circulam nas redes sociais e demais sites e fóruns desde há pelo menos seis anos.

Aliás, o mesmo vídeo chegou a ser publicado num artigo do jornal britânico "Daily Mail", datado de 16 julho de 2016, informando que retratava civis a serem alvejados por um helicóptero militar, no decurso da tentativa falhada de golpe de Estado na Turquia.

Em suma, não tem qualquer relação com a presente guerra na Ucrânia.

___________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.