"No Ártico entre a Rússia e o Canadá a lua fez um trajeto de 30 segundos bloqueando o sol por cinco segundos. Olhem que espetáculo simplesmente maravilhoso", indica a legenda de uma das múltiplas publicações partilhadas no Facebook. O clip, com cerca de 30 segundos de duração, mostra uma lua de grandes dimensões a elevar-se no horizonte para cruzar o céu, desaparecendo de seguida.

Mas será o vídeo autêntico?

Não. O vídeo não corresponde a um eclipse ou a qualquer evento astronómico. A gravação foi publicada pela primeira vez em maio de 2021 no TikTok, na conta do utilizador Aleksey Patrv e trata-se de uma montagem.

No portfólio do internauta, disponível online, Patrev descreve-se como um artista visual residente em Odessa, Ucrânia, e cita várias das ferramentas que utiliza para as suas montagens: Autodesk 3Ds Max, Adobe After Effects, Adobe Photoshop, V-Ray e Corona Renderer.

  • Pegadas de Neil Armstrong na Lua não coincidem com as solas das botas que utilizou?

    Desde que o astronauta norte-americano Neil Armstrong pisou pela primeira vez a Lua que se difundem teorias de conspiração em torno da missão Apollo 11, colocando em causa a veracidade de tal acontecimento histórico. Mais recentemente, as redes sociais exponenciaram muitas dessas teorias de conspiração, nomeadamente a alegação de que as pegadas de Armstrong na Lua não coincidem com o formato das solas das botas que utilizou. Verificação de factos.

A equipa de verificação de factos da Agência France Presse (AFP) entrou em contacto com o artista, que confirmou que o vídeo é da sua autoria.

Vídeos da autoria de Aleksey Patrev na rede social TikTok

Vários outros vídeos publicados, desde de maio de 2021, na conta de Patrev no TikTok têm como tema central o universo, quase todos com milhões de visualizações. Um deles, datado de 26 de maio e disponível também no seu canal de Youtube, mostra uma montagem criada digitalmente simulando a destruição da lua.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Adulterado: conteúdos de imagem, áudio ou vídeo que tenham sido editados ou sintetizados para além dos ajustes de clareza ou qualidade de formas que podem induzir as pessoas em erro; esta definição inclui emendas, mas não excertos dos conteúdos multimédia ou a apresentação de conteúdos multimédia fora do contexto; ao abrigo dos nossos Padrões da Comunidade, também removemos determinados vídeos manipulados produzidos por inteligência artificial ou aprendizagem automática e que provavelmente induziriam uma pessoa comum a acreditar que o interveniente do vídeo proferiu palavras que realmente não disse.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Manipulado
International Fact-Checking Network