No vídeo veem-se algumas dezenas de adeptos ingleses e uma esplanada destruída, com lixo espalhado pelo chão, cadeiras e mesas fora do lugar. Muitos envergam as camisolas do Chelsea FC, equipa que venceu a final da Liga dos Campeões que decorreu no último sábado, no Porto.

Enquanto os ingleses cantam "We do what we want" (em português: "nós fazemos o que queremos"), um dos empregados do estabelecimento confere os estragos e acaba por ser empurrado por um dos adeptos. Nessa altura, o funcionário agarra o agressor pelo pescoço e ameaça-o com uma garrafa, mas é agredido pelo mesmo adepto e por um outro que estava próximo. No final ouve-se alguém dizer "Don’t do this, man!" (em portugês, "Não faças isso!").

Na legenda de uma das publicações no Facebook afirma-se: "Ingleses no Porto! Uma vergonha! Mas pelos vistos isso não interessa nada! O que interessa é a marquise do Ronaldo... Tristeza!".

Estas imagens foram filmadas no Porto?

Não. O vídeo foi originalmente publicado no Twitter no dia 24 de janeiro de 2016. Na publicação, o autor escreve "acabei de encontrar este vídeo de Munique, Alemanha". A frase remete para maio de 2012, quando o Chelsea FC venceu a Liga dos Campeões pela primeira vez. "Não seria um dia de jogo sem uma escaramuça", escreve numa resposta em que partilha mais um trecho do vídeo.

No dia 19 de maio de 2012, o Chelsea venceu o Bayern de Munique na final da Liga dos Campeões, realizada no Allianz Arena, casa dos alemães. A partida terminou empatada a um golo nos 90 e nos 120 minutos, com golos de Thomas Müller e Didier Drogba. Nas grandes penalidades, Ivica Olić e Bastian Schweinsteiger falharam para o Bayern, já Juan Mata não conseguiu concretizar para o Chelsea. Encarregue do último penálti, Didier Drogba tornou-se o herói dos londrinos.

  • Governo assegurou que adeptos ingleses vinham "em bolha" mas não cumpriu?

    "Quando se diz que os adeptos vêm em bolha é porque vêm em bolha. Senão não se diz", advertiu o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, perante os distúrbios provocados na cidade do Porto por adeptos dos clubes que disputaram o jogo final da Liga dos Campeões. Nas redes sociais, o partido Iniciativa Liberal destaca a crítica de Rebelo de Sousa e recorda declarações de membros do Governo sobre a "bolha" que terá "rebentado".

Conclui-se que o vídeo em causa não mostra nenhum vandalismo ocorrido nos últimos dias nas ruas portuenses. Na verdade, o vídeo é de 2012 e os estragos foram feitos em Munique, na Alemanha. A alegação é, portanto, falsa.

Apesar de este vídeo não ter sido filmado nas ruas do Porto, como se afirma nas publicações, existem outros incidentes entre adeptos que tiveram lugar no centro histórico do Porto e que foram divulgados pelos órgãos de comunicação social. No sábado, dia do jogo, dois adeptos ingleses foram detidos pelas autoridades.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network