"Triplamente vacinados serão alvo de isolamento!" É o que se destaca numa publicação que surgiu esta semana nas redes sociais, exibindo uma suposta atualização (datada de 20 de dezembro de 2021) da norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre o rastreio de contactos de casos confirmados de Covid-19.

A confirmar-se a veracidade desta informação, as pessoas com esquema vacinal completo que coabitem com um caso positivo serão agora consideradas contactos de alto risco e poderão ser alvo de isolamento profilático, mesmo que não partilhem quarto com a pessoa infetada pelo SARS-CoV-2.

Verdade ou falsidade?

De facto, é verdade que a DGS atualizou a norma que define o que são considerados casos de baixo e alto risco, no dia 20 de dezembro de 2021. Como tal, a partir de agora, as pessoas com vacinação completa contra a Covid-19 que vivam com um caso confirmado de infeção por SARS-CoV-2 são consideradas contactos de alto risco.

Segundo a antiga versão da norma, eram consideradas contactos de alto risco as pessoas vacinadas que vivessem com a pessoa infetada, mas "em contexto de elevada proximidade". Ou seja, que partilhassem o mesmo quarto.

Contactado pelo Polígrafo, o gabinete de comunicação da DGS esclarece que, até este momento (dia 22 de dezembro), não há nenhuma exceção relativamente aos vacinados com três doses, isto é, também estes casos serão considerados contactos de alto risco se coabitarem com uma pessoa infetada.

A mesma fonte explica que por uma questão de precaução e de saúde pública, face à situação epidemiológica e a existência de uma nova variante, mantêm-se as regras previstas nas normas. No entanto, as normas poderão ser revistas de acordo com a evidência científica e perante uma situação epidemiológica mais favorável.

Recorde-se que, segundo a DGS, "todos os contactos de alto risco estão sujeitos a isolamento profilático, no domicílio ou noutro local definido a nível local, pela autoridade de saúde".

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network