"Mariah Carey mente na cara dos seus fãs", pode ler-se numa de muitas publicações que circulam há vários meses nas redes sociais e que partilham um vídeo onde a cantora está a ser vacinada contra a Covid-19. Quem partilha o vídeo garante que Mariah Carey não foi efetivamente inoculada e a alegada prova é a agulha que parece ser inexistente. Para tentar provar a alegação, a imagem da parte final do vídeo e o momento posterior à inoculação são repetidos diversas vezes – com recurso à câmara lenta e ao zoom – com a legenda “Que se passou com a agulha?”.

A acusação à cantora norte-americana já foi dirigida a outras figuras públicas que também divulgaram vídeos do momento exato da sua vacinação e inscreve-se na tese da farsa, ou seja, que essas pessoas famosas aceitam simular ser inoculadas para credibilizar o processo de vacinação, cujo efeito nas pessoas a quem for realmente aplicado será nocivo.

A cantora foi ou não vacinada?

Mariah Carey foi efetivamente vacinada. Na imagem, não é possível ver a agulha porque, após a inoculação, esta é imediatamente recolhida para o interior da seringa. Trata-se do mecanismo retrátil, que dá nome a este tipo de agulha e representa uma redução significativa do risco de acidentes com seringas, já que previne picadas involuntárias, conforme refere esta publicação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e explica este filme informativo.

Através da publicação original do vídeo – na conta de Instagram da cantora –, é audível, cerca dos cinco segundos, a instrução dada por alguém à enfermeira que vai aplicar a vacina, constando nesta a indicação de que a agulha vai retrair-se.

Mariah Carey foi vacinada no dia 3 de abril no Center for Internal and Integrative Medicine, em Atlanta, nos Estados Unidos, um ato confirmado por um porta-voz da instituição à Reuters. O namorado da cantora, o bailarino Bryan Tanaka, foi inoculado no mesmo dia e, através do vídeo desse momento que publicou nas suas redes sociais, é possível constatar que foi no mesmo local (identificado na gravação por volta dos 35 segundos).

Em suma, é falso que se tenha simulado a inoculação de Mariah Carey contra a Covid-19 e que a seringa seja um simples adereço. Trata-se de uma agulha retrátil, utilizada para evitar picadas involuntárias.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Pimenta na Língua
International Fact-Checking Network