“No Peru, vacinação contra a Covid-19 começou a ser obrigatória e quem se recusar a tomar será preso. Veja as imagens abaixo, já começou. Desperte, a grande tribulação está chegando”, descreve-se numa das publicações em causa, exibindo imagens que supostamente retratam situações de administração coerciva da vacina a cidadãos peruanos.

Vacinação no Perú

Verdade ou falsidade?

Trata-se de uma alegação falsa e as imagens estão descontextualizadas, tal como já verificou a Agência Lupa, plataforma brasileira de verificação de factos.

Em primeiro lugar, importa salientar que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ainda não existe qualquer vacina contra a Covid-19 com eficácia cientificamente comprovada.

Várias potenciais vacinas, tal como a da farmacêutica norte-americana Pfizer em parceria com a BioNTech, já apresentaram resultados favoráveis na terceira fase dos ensaios clínicos que corresponde à testagem em seres humanos. No entanto, nenhuma vacina contra a Covid-19 foi aprovada para distribuição, até ao momento.

Quanto às fotografias, mostrando a alegada vacinação coerciva, foram recolhidas a partir de uma publicação na página oficial  do Ministério da Saúde do Peru no Twitter.

Ministério Saúde Perú

De acordo com o Ministério da Saúde do Peru, as imagens são referentes a uma campanha de vacinação contra a difteria realizada de porta em porta na zona de Manzanilla, em Lima, onde se registou um caso da doença que se encontrava erradicada há mais de 20 anos naquele país sul-americano.

Em suma, as publicações sob análise estão a difundir desinformação, utilizando imagens decontextualizadas para enganar as pessoas.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network