O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Túnel submarino flutuante vai estabelecer ligação rodoviária entre a Madeira e o Porto Santo em 2025?

Sociedade
Este artigo tem mais de um ano
O que está em causa?
As imagens geraram espanto (e dúvidas): um túnel subaquático que possibilitará a circulação rodoviária entre as ilhas da Madeira e Porto Santo. A estrutura parece ser flutuante e não subterrânea, no âmbito de um projeto de contornos futuristas que - anuncia-se - deverá estar pronto em 2025. Se leu ou viu nas redes sociais é porque só pode ser verdade?

“Boas notícias (pelo menos em projeto). Projeto ProRAM apresentado para início em 2025, ligação da Madeira ao Porto Santo, túnel submerso“, destaca-se numa das publicações em causa (datada de 14 de março, no Faceboook) que exibe imagens do suposto empreendimento, já com centenas de partilhas.

A estrutura parece ser flutuante e não subterrânea, no âmbito de um projeto de contornos futuristas para o arquipélago da Madeira que possibilitará a circulação rodoviária entre as duas referidas ilhas. Mas as imagens (e descrição) não convenceram vários leitores do Polígrafo que pediram uma verificação desta conteúdo. Verdadeiro ou falso?

Desde logo, não encontramos qualquer informação fidedigna sobre o propalado “túnel submerso” que iria estabelecer uma ligação rodoviária entre as ilhas da Madeira e de Porto Santo. Nem na comunicação social, nem em fontes oficiais como o Governo Regional da Madeira.

Por outro lado, através de ferramentas de análise verificamos que as imagens foram replicadas a partir de notícias de 2016 sobre a possibilidade de a Noruega vir a “construir os primeiros túneis submarinos flutuantes do mundo“.

A revista brasileira “Época Negócios”, da Rede Globo, informou na altura que “o NPRA, orgão norueguês que administra estradas, propôs criar os primeiros túneis submarinos flutuantes do mundo”, na região ocidental daquele país. “O projeto custaria aproximadamente 25 mil milhões de dólares norte-americanos. Pontes normais não dariam certo porque muitas dessas travessias são largas e têm mais de uma milha (1,6 quilómetros) de profundidade”.

Insólito? Só até sabermos que o edifico é privado desde 1920 e que é o espaço que inclui a residencial "Muralha" que está a ser vendido. A placa da imobiliária "ERA" num dos lados da muralha medieval gerou indignação nas redes sociais e há até quem peça esclarecimentos à Câmara Municipal de Santarém, mas a verdade é que a venda é privada e o imóvel completo pode ser adquirido por 500 mil euros.

Mais recentemente, em 2019, a CNN também destacou o projeto futurista de construção de túneis submarinos flutuantes (cerca de 30 metros abaixo da superfície do mar) na Noruega, questionando-se sobre se poderia vencer uma corrida global frente a outros países como a China, Coreia do Sul e Itália que estão em fase de pesquisa para a execução de planos idênticos.

Nessa notícia da CNN, a concretização do projeto na Noruega é apontada para o ano de 2050.

Em nenhuma dessas notícias é feita qualquer referência a Portugal ou ao arquipélago da Madeira. Pelo que aplicamos o devido selo de “Pimenta na Língua“.

___________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque