"Ao longo dos últimos anos 10 anos, a Câmara Municipal do Porto não conseguiu perceber, dados dos Censos, que nós estávamos a perder habitantes, num certo sentido de autoglorificação do que estava a acontecer. Que a população do Porto está a envelhecer, que nós não conseguimos captar jovens, que nós não conseguimos ter um programa de arrendamento acessível", começou por referir Tiago Barbosa Ribeiro, a aposta estreante do Partido Socialista para a autarquia portuense.

Além dos problemas populacionais, o candidato considerou ainda que houve uma "total inação e uma visão profundamente liberal da Câmara do Porto relativamente ao Alojamento Local (AL)", tendo referido que a freguesia do Porto que mais aumentou os preços do metro quadrado foi Cedofeita: "Aumentou 155%. Neste momento, 72% dos alojamentos locais registados aqui na Câmara do Porto estão em Cedofeita e essa foi a freguesia que perdeu 13% da população ao longo dos últimos 10 anos."

Mas será que o socialista tem razão?

Não. Tiago Barbosa Ribeiro falhou por pouco na percentagem de alojamentos locais, mas por muito no local onde esses estão inseridos. Na verdade, falamos de 71% de AL espalhados pela União de Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória, e não unicamente na freguesia de Cedofeita.

  • DEBATES AUTÁRQUICAS. Preços por metro quadrado de habitação no Porto cresceram 105% desde 2016?

    No debate desta noite, transmitido em direto na SIC e na SIC Notícias, o candidato pelo PS à autarquia portuense elegeu a habitação como prioridade. Como tal, as críticas à gestão de Rui Moreira foram várias, nomeadamente no que respeita à subida dos preços dos alojamentos familiares, que segundo Tiago Barbosa Ribeiro aumentaram mais do que em Lisboa, num total de 105% desde o primeiro trimestre de 2016. Será verdade?

Segundo dados de um estudo de 2019 sobre alojamento local feito pela Universidade Católica para a Câmara do Porto, a que o Polígrafo teve acesso, a maioria dos AL da cidade encontra-se concentrada no centro histórico do Porto.

"Cerca de 71% dos AL (5190 registos) estão localizados na União de freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória. Dentro desta União de freguesias é, por sua vez, notável a concentração na antiga freguesia de Santo Ildefonso (cerca de 2000 registos de AL). Se considerarmos as sete freguesias do concelho do Porto, aparece em segundo lugar a freguesia do Bonfim, onde estão registados 962 AL, o que corresponde a 13% no total dos AL contabilizados", lê-se no documento.

Ao Polígrafo, fonte oficial da campanha de Rui Moreira diz que o socialista "tem a obrigação de conhecer as freguesias da cidade do Porto. Não é aceitável que - parece-nos claro - a pretexto de confundir os portuenses e a opinião pública, declare que é em Cedofeita que se concentram 72% dos AL da cidade, quando Cedofeita integra uma união de seis freguesias, e é sobre este vasto território que os dados reportam".

PORTO

A freguesia de Cedofeita é, segundo o relatório preparado pelo Centro de Estudos de Gestão e Economia Aplicada da Universidade Católica do Porto, a segunda freguesia da cidade do Porto com mais registos de alojamento local no ano de 2019. Foram no total contabilizados 1102 AL, o que corresponde a 15.2% do total de registos de AL, e não a 72% como referiu o socialista. A ocupar o primeiro lugar do ranking está a freguesia de Santo Ildefonso, com 1923 AL, o que corresponde a 26.5% do total de registos.

________________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network