A história parecia ter "morrido" há cerca de um ano, mas "ressuscitou" agora na sequência da aceitação, pelo conhecido juiz Sérgio Moro, do cargo de ministro da Justiça do governo de Jair Bolsonaro. Trata-se de um suposto texto motivacional erradamente atribuído ao juiz que prendeu Lula da Silva. Segundo os seus promotores - que agora decidiram viralizar o tema através da sua partilha massiva via WhatsApp - alegadamente o trecho foi escrito no blogue pessoal do agora político há mais de uma década e meia. Diz o que se segue:

“Para cada pessoa dizendo que tudo vai piorar, existem 100 casais planejando ter filhos.
Para cada corrupto, existem 8 mil doadores de sangue.
Enquanto alguns destroem o meio ambiente, 98% das latinhas de alumínio já são recicladas no Brasil.
Na internet a palavra AMOR tem mais resultados que a palavra medo.
Para cada muro que existe no mundo, se colocam 200 mil tapetes escritos seja bem vindo
Enquanto um cientista desenha uma nova arma, há 1 milhão de mães fazendo bolo de chocolate.
Existem razões pra acreditar.
Os bons são maioria.
Eu acredito na força do bem! Vibrem o bem, e somente no BEM!”

Sergio moro

Quando foi divulgada pela primeira vez, esta "fake new" foi imediatamente exposta. O próprio Sérgio Moro negou a autoria do texto. Agora que ele voltou à agenda mediática, o site de fact-checking brasileiro Aos Fatos decidiu abordá-lo, recordando, por exemplo, um dado fundamental: a maior parte do seu teor foi copiada de uma campanha publicitária da Coca-Cola, lançada em 2011. As restantes passagens que não estão no anúncio, mas que constam do texto em causa, foram pura e simplesmente inventadas.

Face ao exposto, dizer que Sérgio Moro é o autor do texto em causa merece a classificação de...

 

Pimenta na Língua