"Carga fiscal sobre a eletricidade em Portugal é de 46,5%. Só a Dinamarca e a Alemanha pagam mais imposto. Não esquecer ainda a taxa do audiovisual, sustento de chulos", destaca-se em publicação divulgada no Facebook. "Andamos a trabalhar oito meses por ano unicamente para sustentar o Estado demasiado gordo que o país tem, dos outros quatro meses o mesmo Estado vai espremer por todos os meios para ir buscar mais ainda", acrescenta-se na caixa de comentários.

De acordo com os dados do Eurostat, Portugal registou, na primeira metade de 2021, a oitava eletricidade mais cara da União Europeia, já com impostos. No global desse período, os consumidores portugueses pagaram 20,8 cêntimos por kWh de eletricidade, um valor mais baixo do que a média da Zona Euro. Alemanha, Dinamarca e Bélgica registaram preços na ordem dos 32, 29 e 27 cêntimos por kWh, respetivamente

Por outro lado, países como a Hungria (10 cêntimos por kWh), a Bulgária (10 cêntimos por kWh) e Malta (12,7 cêntimos por kWh) pagaram a eletricidade mais barata da União Europeia. Contas feitas, o preço da eletricidade para os consumidores domésticos na Alemanha era mais de três vezes superior ao da Hungria e 45,6 % superior ao preço médio na União Europeia, que foi de 21,9 cêntimos por kWh.

Olhando agora para a proporção de impostos e taxas no preço geral de venda da eletricidade para consumidores domésticos, verifica-se que foi na Dinamarca que a carga fiscal mais pesou (64,1% do preço total), seguida pela Alemanha (51%) e logo depois por Portugal (45,86%). Ainda assim, e tendo em conta a data da publicação, esta pode estar a referir-se ao segundo semestre de 2020, quando a carga fiscal sobre a eletricidade atingiu mesmo os referidos 46,6%.

Nos Países Baixos, nota o Eurostat, é oferecido um reembolso (ou subsídio) aos consumidores, razão pela qual registaram valores negativos de carga fiscal sobre a eletricidade (-5,5%). "O Governo utiliza este instrumento para transferir a carga tributária das famílias para as não-famílias. A percentagem média de impostos e taxas a nível da União Europeia foi de 39,4%", informa o serviço de estatística da União Europeia.

___________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network