O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Taxa de divórcio em Portugal é mesmo de 94%?

Sociedade
O que está em causa?
Em publicações recentes no Threads e TikTok é exibido um gráfico com a indicação das taxas de divórcio de 27 países. A Índia lidera a lista com 1% e Portugal surge em último lugar com uma percentagem de 94% surpreendendo quem se cruza com a alegação. Mas estarão estes dados corretos e atuais?
© Shutterstock

Sem tecer nenhum comentário ou alegação, um gráfico partilhado na conta “Universe of Statistics”, no Threads, está a tornar-se viral. Nesse post é divulgada uma lista de 27 países com a taxa de divórcio correspondente a cada um deles.

O gráfico circula também no TikTok, desde maio de 2023, com a indicação de que foi “divulgada a lista de países com maiores taxas de divórcuio” e que a fonte é a revista “Forbes”. Na lista divulgada, a Índia lidera com a percentagem mais baixa, 1%, e Portugal surpreende ao apresentar uma taxa de divórcio de 94%.

Mas será que estes dados estão corretos?

Segundo os valores da Pordata relativos ao indicador “número de divórcios por 100 casamentos”, em 2020 registaram-se 91,5 divórcios por cada 100 casamentos que se realizaram nesse ano e, em 2021, último ano com dados definitivos, registou-se uma redução para 59,5 divórcios por cada 100 casamentos. Já em 2022, os dados provisórios apontam para 50 divórcios por cada 100 casamentos.

Mas olhando para o número de divórcios de forma geral, verifica-se que em 2020 registaram-se 17.295, menos 3 mil do que em 2019 e 2018, por exemplo. Já no ano seguinte o número de divórcios foi de 17.279 e em 2022, segundo os dados provisórios, a cifra aumentará para 18.464.

Ora, a taxa de divórcios em Portugal atingiu os 91,5 por cada 100 casamentos em 2020 porque esse foi o primeiro ano de pandemia e houve várias restrições a celebrações deste tipo. Foram registados 18.902 casamentos nesse ano, menos 14 mil casamentos face ao ano anterior, logo a proporção de divórcios em relação aos casamentos aumentou significativamente. Nos anos seguintes essa taxa normalizou, como vimos nos dados mencionados.

Não é por isso verdade que 94% dos casamentos em Portugal acabe em divórcio. A percentagem mais elevada registou-se em 2020 e foi de 91,5 por 100 casamentos, mas tal deveu-se à pandemia.

______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque