"Alguns exemplos do serviço público da TAP para o Porto no passado domingo, dia 8 de agosto", destaca-se na abertura da publicação em causa. Segue-se a contabilização do número de voos provenientes de França, Suíça, Inglaterra, Alemanha e Países Baixos, com destino ao Porto, nesse dia. Apenas quatro terão sido realizados pela TAP Air Portugal, ao passo que os restantes 52 voos foram operados por companhias estrangeiras.

"Serviço público de qualidade, grande motor do turismo, apoio à região exportadora e excelente serviço junto dos nossos emigrantes! Percebem agora que quando o PS diz que os contribuintes têm de pôr biliões na TAP, porque é uma empresa indispensável à economia, isso apenas quer dizer que é indispensável para roubar fundos europeus aos biliões", conclui-se.

No dia 8 de agosto, de facto, aterraram 14 voos da TAP no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, Porto, de acordo com os dados disponibilizados pelo site especializado Flightera.net. Do total de 14 voos da TAP, oito foram voos nacionais. De Lisboa chegaram seis voos ao longo de todo o dia e dois partiram do Aeroporto do Funchal, na Região Autónoma da Madeira.

Como tal, registaram-se seis voos da companhia aérea portuguesa que chegaram ao Porto oriundos de outros países. De Paris chegaram dois aviões, enquanto de Londres, Genebra e Luxemburgo apenas chegou um de cada. O único voo intercontinental da TAP foi proveniente de São Paulo, no Brasil.

Os números apresentados no post estão próximos da realidade, apesar de ligeiras imprecisões. Além dos voos da TAP já referenciados, da Suíça chegaram mais 12 voos (quatro da Swiss International Air Lines e oito da EasyJet). De França chegaram sete aviões da EasyJet, seis da Transavia France, cinco da Ryanair, dois da Vueling Airlines e dois da Air France. São 22 voos estrangeiros, mais os dois da TAP.

Do Reino Unido chegaram mais sete voos (três da EasyJet e quatro da Ryanair), o mesmo número de voos provenientes da Alemanha (quatro Ryanair e três Lufthansa). Dos Países Baixos chegaram três aviões da KLM Royal Dutch Airlines, um da Ryanair e um da Transavia. Embora não esteja indicado no post, do Luxemburgo, além do voo da TAP, chegou um voo da Ryanair, um da Luxair e outro da EasyJet.

Contactada pelo Polígrafo, fonte oficial da TAP Air Portugal sublinha que a companhia "oferece atualmente ligações diretas entre o Porto e Genebra, Zurique, Londres (Gatwick), Luxemburgo e Paris, além dos voos domésticos com que a TAP liga diretamente o Porto ao Funchal, Ponta Delgada e Lisboa. A TAP é ainda a única companhia aérea que realiza voos intercontinentais à partida do Porto, oferecendo ligações diretas entre o Porto e o Rio de Janeiro e S. Paulo (Brasil) e Newark/Nova Iorque, nos Estados Unidos da América".

A empresa salienta que "através dos múltiplos voos da Ponte Aérea entre o Porto e Lisboa e de horários de ligação optimizados a toda a rede de destinos da TAP à partida do hub da companhia no aeroporto Humberto Delgado, a TAP oferece a todos os seus clientes na região do Porto opções de voo cómodas para toda a sua rede de destinos".

Na perspetiva da TAP, "mais do que contabilizar o número de voos num determinado dia, o que não tem expressão, uma vez que a operação não é uniforme ao longo da semana", importa ter em conta que a companhia aérea portuguesa "oferece 95 voos de ida-e-volta por semana, para diversos destinos em Portugal, na Europa e nas Américas", a partir do Porto.

"A TAP espera, obviamente, aumentar gradualmente a sua oferta de voos diretos à partida do Porto, à medida que vão sendo levantadas as restrições às viagens nos diversos países e em resposta ao esperado e desejado aumento da procura", conclui.

A título de exemplo, na última segunda-feira (16 de agosto), aterraram no Aeroporto Francisco Sá Carneiro 13 voos da TAP. Seis voos de Lisboa, dois do Funchal, dois de Paris, um de Zurique, um do Luxemburgo e um de Nova Iorque. Outro exemplo, na terça-feira (17 de agosto), chegaram ao Porto seis voos de Lisboa, dois do Funchal, um de Genebra, um de Paris e outro de Ponta Delgada. Foram 11 voos da TAP no total.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network