"Aqui estão os números oficiais de médicos no SNS em fim de novembro (últimos dados publicados, pode verificar no portal oficial, SNS Transparência). Em dezembro entrarão os jovens licenciados que fizeram exame para o internato das especialidades no início do mês (2700 fizeram exame, menos serão integrados)", escreveu Francisco Louçã, antigo líder do Bloco de Esquerda e atual membro do Conselho de Estado, em publicação de ontem no Facebook.

"Mas, como se vê, ao longo do ano da pandemia não foram tomadas medidas estruturais para compensar as reformas e as saídas. Enquanto não houver um pacto para a saúde pública, que defenda o SNS, teremos sempre mais dificuldades", concluiu, mostrando um gráfico indicando que o SNS terá ficado com menos 961 médicos entre janeiro e novembro de 2020

Os números indicados por Louçã estão corretos?

Consultando os dados oficiais disponíveis no Portal da Transparência do SNS verificamos que, em janeiro de 2020, registavam-se 19.555 médicos s/internos e 10.929 médicos internos, perfazendo um total de 30.484 médicos ativos no SNS.

De acordo com os últimos dados oficiais, em novembro de 2020 registavam-se 20.118 médicos s/internos e 9.405 médicos internos, perfazendo um total de 29.523 médicos ativos no SNS.

Ou seja, exatamente menos 961 médicos no total, entre janeiro e novembro de 2020, tal como indicou Louçã na publicação sob análise que classificamos assim como verdadeira.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network