Debatendo com Carlos César na SIC Notícias, Pedro Santana Lopes, apesar de reconhecer a "bondade" do Orçamento do Estado de 2019, não deixou de o criticar por vários motivos, sendo que o maior deles é o seu alegado eleitoralismo, que, no entender do líder do Aliança, é susceptível de hipotecar o futuro, por um lado, e, por outro, não contribui em nada para que a vida dos portugueses melhore substancialmente.

Para ilustrar as suas críticas à estagnação do país, Santana Lopes socorreu-se dos dados relativos ao PIB per capita. "Estamos no fundo da escala dos 28. Temos países que há anos estavam atrás de nós, nomeadamente da Europa oriental, a passar-nos. E este é o âmago da questão."

PIB

(Fonte: Pordata)

Interpelado por Carlos César, que lhe pediu uma precisão sobre aquilo de que estava a falar, Santana acrescentou: "Estamos no fundo da escala, 25º em 28." Ora, esta escala não espelha as últimas estatísticas, que colocam Portugal como 20º país com maior PIB per capita da Europa a 28. Com um rendimento médio de 23.022 euros anuais, está à frente da Eslováquia, da Polónia, da Hungria, Grécia, Letónia, Roménia, Croácia e Bulgária.

Em 2017, o país até conseguiu crescer acima da média europeia e evitar ser ultrapassado pelos rivais de Leste

Foi em 1999 que o PIB per capita nacional atingiu o valor recorde de 84% da média da União Europeia. Desde então, o país jamais repetiria a proeza de se aproximar assim tanto do padrão de desenvolvimento europeu. Em 2017, o país até conseguiu crescer acima da média europeia e evitar ser ultrapassado pelos rivais de Leste: convergiu para 78% do PIB per capita da UE ao registar uma taxa de crescimento económico de 2,7%, a mais elevada no século XXI. O Banco de Portugal, no Boletim Económico de Maio, sublinhou o facto, referindo que ele se traduz numa "convergência real da economia portuguesa com o conjunto dos países da Zona Euro." Contudo, a economia continua 1,3% abaixo do nível pré-crise.

Tendo em conta os factos, dizer que o PIB per capita nacional é o 25º da UE a 28 é...

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network