"Combater as injustiças, exercer direitos, cumprir a igualdade na vida. Uma luta do dia 8 de Março - Dia Internacional da Mulher - e de todos os dias. As mulheres têm, em média, salários base 14,5% mais baixos do que os homens", salienta-se na mensagem da publicação.

E conclui-se: "Porque não nos faltam razões, façamos da Manifestação Nacional de Mulheres convocada pelo Movimento Democrático de Mulheres um grande dia de luta!"

Confirma-se que, em Portugal, os salários base das mulheres são em média 14,5% mais baixos do que os dos homens?

Sim. A publicação em causa baseia-se num documento da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP) sobre a "situação das mulheres no trabalho" (pode consultar aqui), divulgado em fevereiro de 2020.

"As mulheres trabalhadoras auferem, em média, salários base 14,5% mais baixos do que os homens em trabalho igual ou de valor igual considerando as remunerações base no setor privado e no setor empresarial do Estado, sendo a diferença maior nas empresas privadas (22,5%), do que nas empresas públicas (13%)", indica-se no documento.

A fonte primária dessa informação consiste no Boletim Estatístico do Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (GEP/MTSSS) que foi publicado em novembro de 2018 (pode consultar aqui).

Concluímos assim que a publicação sob análise difunde informação verdadeira e fundamentada em dados concretos.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network