"À portuguesa, salários mínimos", destaca-se no topo da publicação, seguindo-se a indicação dos valores referentes aos seguintes países: Luxemburgo, Irlanda, Holanda (Países Baixos), Bélgica, França, Alemanha, Inglaterra (Reino Unido), Espanha, Grécia e Portugal.

Relativamente a Portugal salienta-se que "daqui a quatro anos talvez, se os patrões assim o quiserem", o valor do salário mínimo nacional será de 750 euros.

Mesmo utilizando esse valor na comparação, o facto é que o salário mínimo de Portugal é bastante inferior ao dos restantes países incluídos na tabela (menos de metade, exceptuando a Grécia e a Espanha).

Ora, este conteúdo foi denunciado como sendo fake news. Confirma-se?

Num relatório da Eurofound - Fundação Europeia para a Melhoria das Condições de Vida e de Trabalho, denominado como "Minimum Wages in 2019: Annual Review", encontramos dados sobre os salários mínimos praticados nos Estados-membros da União Europeia em 2018 e 2019.

Não obstante algumas imprecisões, os valores plasmados no relatório da Eurofound correspondem aos valores indicados na tabela da publicação sob análise.

Estes valores, ainda que com algumas ligeiras oscilações, podem ser confirmados através de outras fontes, nomeadamente a base de dados Pordata.

No que respeita a Portugal, o valor de 700 euros de salário mínimo no relatório da Eurofound abrange os 14 meses de pagamento, ou seja, os subsídios de Férias e de Natal. Em Portugal, o salário mínimo nacional fixa-se atualmente em 600 euros no setor privado e 635 euros na função pública, pago 14 vezes por ano.

Mas tal como salienta a publicação em análise, o atual Governo do PS liderado por António Costa estabeleceu como objetivo aumentar o salário mínimo nacional para 750 euros até ao ano de 2023. O que corresponderá a 875 euros, se dividido o valor total por 12 meses, para efeito de comparação com os restantes países da tabela.

Concluímos assim que, apesar das já referidas imprecisões ou ligeiras oscilações nos valores, o facto é que, no essencial, a publicação em causa difunde informação verdadeira. Sim, o salário mínimo de Portugal é um dos mais baixos da União Europeia, mesmo com o aumento previsto para 750 euros (pago 14 vezes por ano) até 2023.

***

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network