O presidente do PSD, Rui Rio, discursou ontem no âmbito da sessão de apresentação da lista de candidatos do PSD às eleições para o Parlamento Europeu, as quais serão realizadas no dia 26 de maio de 2019. Ao intervir, Rio disse que quem votar no PS estará a demonstrar que está contente com a atual governação.

"Se não vota no PS, está a dizer: 'Muda qualquer coisa, porque se não, não contas com o meu voto'. Quem vota no PS está a dizer: 'Como está, está bem e pouco ou nada há a alterar'", afirmou Rio, salientando que esse "pouco ou nada" é, por exemplo, a política económica para o país ou o investimento nos serviços públicos.

Por outro lado, o líder do PSD não deixou de criticar a composição da lista rival do PS, sublinhando que os quatro primeiros candidatos "são todos ex-governantes de [António] Costa ou de [José] Sócrates".

De facto, na lista de candidatos do PS às eleições europeias, as quatro primeiras posições são ocupadas por Pedro Marques, Maria Manuel Leitão Marques, Pedro Silva Pereira e Margarida Marques.

Começando pelo cabeça-de-lista, Pedro Marques acaba de cessar funções no XXI Governo Constitucional, liderado por António Costa, no qual exercia o cargo de ministro do Planeamento e das Infraestruturas. Anteriormente, entre 2005 e 2011, já desempenhara as funções de secretário de Estado da Segurança Social nos dois governos liderados por José Sócrates. Quanto a Marques, não há dúvidas.

O mesmo se aplica a Maria Manuel Leitão Marques, a qual transita diretamente do cargo de ministra da Presidência e da Modernização Administrativa no atual Governo de Costa para a lista de candidatos do PS às eleições europeias. Anteriormente, Leitão Marques foi secretária de Estado da Modernização Administrativa nos dois governos de Sócrates.

Pedro Marques acaba de cessar funções no atual Governo do PS, liderado por António Costa, no qual exercia o cargo de ministro do Planeamento e das Infraestruturas. Anteriormente, entre 2005 e 2011, já desempenhara as funções de secretário de Estado da Segurança Social nos dois governos liderados por José Sócrates.

Quanto a Pedro Silva Pereira, exerceu o cargo de ministro da Presidência nos dois governos de Sócrates, entre 2005 e 2011, coabitando com Pedro Marques e Maria Manuel Leitão Marques. No entanto, Silva Pereira não fez parte do atual Governo de Costa, tendo sido eleito para o Parlamento Europeu em 2014. Agora volta a ser candidato na lista do PS, numa posição mais elevada.

Enfim, Margarida Marques foi secretária de Estado dos Assuntos Europeus no atual Governo de Costa, entre 2015 e 2017, tendo depois assumido o mandato de deputada à Assembleia da República. Avança entretanto para o Parlamento Europeu, em lugar previsivelmente elegível na lista do PS. Não integrou os governos de Sócrates, ao contrário dos outros três candidatos referidos.

Concluindo, a declaração de Rio é factualmente correta e verdadeira.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network