No dia 27 de outubro de 2019, o Polígrafo analisou uma publicação no Facebook que mostrava uma imagem do "Palácio de Cristal / Pavilhão Rosa Mota", no Porto, com uma nova denominação - "Super Bock Arena" - instalada na respetiva fachada ou base da redoma. Tratava-se de uma imagem desatualizada, pois acabou por ser acrescentada a segunda parte da nova denominação - "Super Bock Arena / Pavilhão Rosa Mota" -, embora com um tamanho bastante mais pequeno.

"'Sinto-me enganada'. Rosa Mota em guerra com Câmara do Porto por causa do nome do pavilhão", noticiou a rádio TSF no dia seguinte. "Rosa Mota não aceita que o pavilhão com o seu nome no Palácio de Cristal, no Porto, seja antecedido pelo nome de uma marca de cervejas. O espaço - que reabre esta segunda-feira [dia 28 de outubro], depois de ter estado em obras - vai passar a chamar-se Super Bock Arena / Pavilhão Rosa Mota. Como forma de protesto, a atleta decidiu não marcar presença na cerimónia de reabertura. (…) 'Quando recebi o convite do senhor presidente da Câmara para a reabertura do Pavilhão, e no qual está escrito 'Super Bock Arena / Pavilhão Rosa Mota', senti-me definitiva e claramente enganada', afirmou Rosa Mota [em carta enviada à CMP], que estava convencida de que o nome do espaço seria 'Pavilhão Rosa Mota / Super Bock Arena'".

Entretanto começou a circular nas redes sociais a imagem de uma sequência de comentários na página oficial de Rui Moreira na rede social Facebook, no dia 27 de dezembro de 2018, em que o presidente da CMP supostamente garantiu que o Pavilhão Rosa Mota não iria mudar de nome. Questionado por um portuense sobre a mudança de nome, Moreira terá respondido assim: "Não vai mudar. Não foi autorizada a mudança. Apenas poderão patrocinar o pavilhão e mesmo isso foi feito com a concordância de Rosa Mota".

Verdade ou falsidade?

De facto, a sequência de comentários é autêntica, permanecendo até hoje na página oficial de Rui Moreira na rede social Facebook, embora apenas esteja visível para os "amigos" do portuense Bruno Plasencia Quelhas que questionou o presidente da CMP em dezembro de 2018. A ocultação dos comentários em causa deve-se ao facto de a página de Rui Moreira ter bloqueado entretanto o referido utilizador.

Os comentários estão associados a uma publicação de Rui Moreira de 27 de dezembro de 2018. O autarca partilhou um artigo do "portal de notícias" da CMP e escreveu o seguinte comentário: "2019 será um ano de investimento recorde no Porto. Saiba onde vamos aplicar as grandes fatias do orçamento". Nesse artigo destaca-se que "os Jardins do Palácio de Cristal, que têm sido alvo de um grande investimento nos últimos anos, voltam a ter nova intervenção, desta vez no Jardim Émile David, no ano em que o Pavilhão Rosa Mota abrirá reabilitado e pronto para receber grandes acontecimentos, como congressos internacionais que antes não encontravam espaço daquela dimensão no Porto".

"Enganaram-se a escrever Pavilhão Super Bock, mas eu percebo, Rosa Mota é parecido", comentou Quelhas, ironizando sobre a mudança de nome do Pavilhão Rosa Mota que já estava a ser aventada na altura. "O pavilhão não mudou de nome", respondeu Moreira. "'Fake news'? Ou ainda não mudou o nome?", perguntou Quelhas. "Não vai mudar. Não foi autorizada a mudança. Apenas poderão patrocinar o pavilhão e mesmo isso foi feito com a concordância da Rosa Mota", assegurou Moreira.

.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro