A chance de reeleição é zero.” É esta a frase inscrita numa suposta capa da revista 'Veja' que tem como fundo uma fotografia do atual Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. A imagem foi partilhada no final de março nas redes sociais como se se tratasse de um conteúdo autêntico e atual.

Recorde-se que as eleições gerais no Brasil estão marcadas para 2 de outubro de 2022. É nesse dia que os brasileiros vão às urnas para eleger Presidente da República, governadores, senadores e deputados federais, estaduais e distritais. Até lá, são muitas as informações falsas que circulam nas redes sociais sobre os principais candidatos.

E este caso não é exceção, já que a revista "Veja" não publicou nenhum artigo a descartar a reeleição de Bolsonaro e a capa em circulação nas redes sociais é uma montagem. O autor da imagem falsa manipulou uma outra capa da mesma revista, publicada em setembro de 2021, com o título “A chance de um golpe é zero”, e alterou a frase.

Além disso, o artigo original diz respeito a uma entrevista a Bolsonaro, que recebeu a revista, em 2021, no Palácio da Alvorada, quando estava prestes a completar mil dias de governação.

Nessa entrevista, Bolsonaro foi questionado sobre o facto de “várias das suas ações e falas” serem encaradas como uma preparação para um golpe de Estado. O presidente do Brasil foi perentório e respondeu sucintamente: “Daqui pra lá, a chance de um golpe é zero. De lá pra cá, a gente vê que sempre existe…”

Em suma, em nenhum momento da entrevista o jornalista descarta a hipótese de reeleição de Jair Bolsonaro e a capa em circulação nas redes sociais é uma imagem manipulada.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Adulterado: conteúdos de imagem, áudio ou vídeo que tenham sido editados ou sintetizados para além dos ajustes de clareza ou qualidade de formas que podem induzir as pessoas em erro; esta definição inclui emendas, mas não excertos dos conteúdos multimédia ou a apresentação de conteúdos multimédia fora do contexto; ao abrigo dos nossos Padrões da Comunidade, também removemos determinados vídeos manipulados produzidos por inteligência artificial ou aprendizagem automática e que provavelmente induziriam uma pessoa comum a acreditar que o interveniente do vídeo proferiu palavras que realmente não disse.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Manipulado
International Fact-Checking Network