É uma publicação que, em menos de um dia, já acumula mais de 700 partilhas no Facebook. Relativamente a Marcelo Rebelo de Sousa, não é explícito se se trata de uma citação atribuída ao atual Presidente da República, ou uma interpretação a partir dos seus actos e palavras recentes. Quanto a António Ramalho Eanes parece ser mesmo uma citação recolhida a partir de uma entrevista que concedeu à RTP, em abril de 2020, na qual falou sobre a pandemia de Covid-19.

De qualquer modo, citação ou interpretação, o Polígrafo verifica se esta comparação entre os dois visados tem sustentação factual.

Começando por Ramalho Eanes, na entrevista à RTP, afirmou que "nós, os velhos, vamos ser os primeiros a dar o exemplo. Não saímos de casa, recorremos sistematicamente aos cuidados que nos são indicados e mais, quando chegarmos ao hospital, se for necessário oferecemos o nosso ventilador ao homem que tem mulher e filhos".

Não se referiu explicitamente a "um jovem", mas "ao homem que tem mulher e filhos". No entanto, ao começar a frase por "nós, os velhos", parece ter sido esse o sentido da mesma. A citação destacada na publicação não é totalmente rigorosa, mas tem sustentação factual e pode ser entendida como verdadeira ou correta.

Quanto a Rebelo de Sousa, no dia 19 de outubro, depois de tomar a vacina da gripe, assegurou que "todos os que quiserem vacinar-se serão vacinados".

© Agência Lusa / António Pedro Santos

"Aqui fica o meu exemplo. Espero que aqueles poucos que não tivessem já a intenção de o fazer venham o mais rápido que possam, de acordo com as suas disponibilidades e as disponibilidades do sistema, vacinar-se até ao fim da primeira semana dezembro", disse o Chefe de Estado, citado pela Agência Lusa.

Na Unidade de Saúde Familiar "Descobertas", acompanhado pela ministra da Saúde, Marta Temido, e pela diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, o Presidente da República falou aos jornalistas presentes no local sobre aquela que considera ser a "preocupação de muitos portugueses".

"Haverá vacinas em número suficiente para todos aqueles que queiram vacinar-se? E estarão disponíveis em tempo útil? E aquilo que me foi dito e a senhora ministra acaba de confirmar é que até a primeira semana de dezembro, a partir deste momento, portanto, a partir de pouco mais de meados de outubro e durante o mês de novembro, progressivamente, todos os que eram vacinados serão vacinados", garantiu.

Em suma, a alegação sobre Rebelo de Sousa é enganadora. Rebelo de Sousa tomou a vacina da gripe para dar o exemplo, apelando a que "aqueles poucos que não tivessem já a intenção de o fazer venham o mais rápido que possam". Mais, assegurou que "todos os que quiserem vacinar-se serão vacinados".

Isoladamente, a citação/interpretação atribuída a Ramalho Eanes é verdadeira. Mas integrada nesta comparação com uma outra citação/interpretação atribuída a Rebelo de Sousa que é enganadora, a publicação no global acaba por reproduzir desinformação. Ainda assim optamos pela classificação intermédia de "impreciso" ou "parcialmente falso".

_________________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Parcialmente falso: as alegações dos conteúdos são uma mistura de factos precisos e imprecisos ou a principal alegação é enganadora ou está incompleta.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Impreciso
International Fact-Checking Network