O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Quilo de cabrito pode custar mais de 20€ ao consumidor espanhol, mas produtor recebe menos de 6€?

Sociedade
O que está em causa?
Nas redes sociais chama-se a atenção para a disparidade entre o preço de um quilo de cabrito quando chega ao consumidor e o preço pago na origem, ou seja, ao produtor. É destacada uma imagem que prova essa diferença: um cabrito à venda por 26,95 euros/quilo. Confirma-se?

“No mercado Ibérico, o cabrito atingiu preços bem acima dos 20€ o kg. Ao produtor é pago abaixo dos 6€“, destaca-se numa publicação feita no Facebook em que se exibe uma imagem de cerca de um quilo de cabrito numa embalagem.

O produto tem etiquetado o preço de 26,95 euros por quilo e denota ter sido colocado à venda recentemente visto que o prazo de validade termina a 10 de fevereiro de 2024.

O post conta com centenas de partilhas e gerou vários comentários que também colocam em causa as políticas direcionadas para os produtores em Portugal. No entanto, tal como se verifica na etiqueta, o produto tem origem em Espanha.

É verdade que em Espanha um quilo de cabrito custa mais de 20 euros, mas o produtor só recebe 6 euros?

Começando pela imagem que ilustra o post, esta não foi identificada pelo Polígrafo em nenhum site ou nas redes sociais, podendo ser original da publicação alvo de verificação.

Quanto à alegação, o Polígrafo identificou, em vários sites de supermercados e talhos, cabrito à venda por mais de 20 euros por quilo. No El Corte Inglés, por exemplo, um quilo de cabrito inteiro custa 21,95 euros e no talho “Modesto” o preço é de 22,40 euros por quilo, podendo até chegar a 29 euros por quilo no talho Carnes Cesáreo Gómez.

E relativamente ao preço no produtor, o jornal “ABC de Sevilla” informava, numa notícia publicada a 19 de dezembro de 2023, que os preços dos cabritos na origem estavam já abaixo dos seis euros por quilo.

O alerta foi lançado pelo responsável pelos sectores pecuários da Coordenadora de Organizações de Agricultores e Ganadeiros (COAG) da Andaluzia, Antonio Rodríguez, perante “a queda inédita do preço dos cabritos de origem”.

Rodríguez afirmou que não são os agricultores que estão a aumentar os preços e prova disso é que o “preço médio do cabrito na origem ronda atualmente os 5,70 euros/kg“, detalha o jornal sevilhano. “Não só nós, produtores, não temos culpa, mas também somos vítimas”, garantia o responsável, lamentando estarem a ser prejudicados.

_______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque