"Alguém me consegue explicar como é que o PSD tem tantos militantes nos Açores? Segundo o próprio PSD são mais de 10 mil", questiona-se numa publicação do fórum online Reddit, datada de 31 de outubro.

No post é também partilhada uma captura de ecrã do site do partido que parece comprovar a informação divulgada.

Em vários comentários, outros utilizadores destacaram ainda a alegada diferença entre estes mais de 10.000 militantes e os militantes com quotas regularizadas: "10,839 militantes, dos quais 133 têm as quotas pagas. LOL".

A informação disponível no site do PSD valida os dados referidos na publicação em análise. Com uma ligeira variação justificada pela diferença de datas da pesquisa. Verifica-se que no arquipélago dos Açores estão registados 10.790 militantes. Já em relação aos militantes com quota válida no mês da eleição, estes são apenas 143.

Ao Polígrafo, Luís Pereira, secretário-geral do PSD Açores, confirma o número público de militantes nesta região, "que reflete o facto de, nos Açores, ao contrário das distritais do continente, não existir suspensão da militância por falta de pagamento de quotas ao fim de dois anos". "Esta decisão é competência do PSD Açores, atendendo à sua autonomia interna. Independentemente de tal facto, só podem votar nas eleições diretas nacionais os militantes açorianos que cumpram com as regras nacionais do PSD, nomeadamente ter a quota paga", esclarece a mesma fonte.

Segundo Luís Pereira, "este é o motivo pelo qual existe uma discrepância superior nos Açores, em comparação com outras estruturas do partido no continente, entre o número de militantes ativos e o número de militantes com quota válida".

Em suma, conclui-se que é verdade que existem 10.000 militantes do PSD nos Açores. A diferença entre militantes ativos e militantes com a situação de quotas regularizada justifica-se, no entanto, pelo facto desta distrital do partido não suspender a militância por falta de pagamento.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network