"Se receber uma chamada de um número privado, por favor, atenda a chamada! Os profissionais de Saúde estão a usar os telefones pessoais para vigilância de casos suspeitos/confirmados de Covid-19", destaca-se na mensagem em causa, partilhada por centenas de pessoas nas redes sociais.

Publicação chamdas

Confirma-se?

Questionada pelo Polígrafo, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) informa que "quer no caso de o contacto ser realizado através de telefone fixo, quer por telemóvel, geralmente assume a forma de número privado".

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, devido à necessidade de comunicação inerente ao acompanhamento dos casos de Covid-19, "todos os gabinetes médicos dos centros de Saúde deixaram de estar impedidos de ligar para o exterior". Ou seja, "todos os profissionais de Saúde dispõem de telefones fixos aptos a comunicar com o exterior da unidade de Saúde”, assegura a ARSLVT.

"Em simultâneo foram distribuídos 980 telemóveis pelos 15 agrupamentos de centros de Saúde (ACES)", salienta a ARSLVT, antecipando que o número de dispositivos entregues "duplicará nas próximas semanas, com a disponibilização de mil telemóveis adicionais aos profissionais de saúde”.

Por seu lado, a Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) informa que, além dos telemóveis que estão a ser distribuídos, "cerca de 1.800 profissionais já aderiram ao protocolo estabelecido entre a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) e os operadores [de telecomunicações], através do qual é concedida a realização de 10 mil chamadas, o envio de 10 mil SMS e a utilização de 10 mil gigabytes de Internet".

O protocolo foi estabelecido em abril, "depois de o Gabinete de Resposta Digital ao Covid-19, coordenado pelo Ministério da Economia e da Transição Digital, ter solicitado o apoio dos operadores de telecomunicações para encontrar soluções urgentes, que salvaguardem os consumos de comunicações eletrónicas por parte dos profissionais de Saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS)", destaca-se na página do Serviço Nacional de Saúde (SNS)

Em conclusão, é verdade que as chamadas telefónicas de profissionais de Saúde, efetuadas no âmbito do processo de vigilância de casos de Covid-19, em geral assumem "a forma de número privado".

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network