"A tauromaquia é uma atividade que tem vindo a sofrer um grande declínio, existindo cada vez menos pessoas, em Portugal e no mundo, a concordar com a utilização de animais para fins de entretenimento", destaca-se no início do projeto de lei n.º 921/XIV/2.ª apresentado pela deputada não inscrita Cristina Rodrigues, que defende o fim das touradas e prevê apoios para a reconversão das praças de touros existentes em equipamentos culturais ou desportivos.

"Os números demonstram que tem diminuído a procura e o interesse dos portugueses pelos espetáculos tauromáquicos", afirma-se na proposta entregue na Assembleia da República, no dia 30 de agosto.

Os dados disponíveis confirmam esta tendência de decréscimo?

A Inspeção Geral das Atividades Culturais (IGAC), que assume competências no âmbito do licenciamento, fiscalização e direção dos espetáculos e assegura o exercício da atividade tauromáquica em Portugal continental, publica anualmente um relatório da atividade tauromáquica.

Em 2020, este documento foi publicado, no entanto, tendo em conta a situação pandémica no país e a consequente limitação de público e suspensão das atividades culturais, estes dados não permitem efetuar uma  comparação justa com anos anteriores.

Assim, o relatório do IGAC divulgado em 2019 indica que, nesse ano, foram realizados 174 espetáculos tauromáquicos e tiveram lugar, em todo o país, 124 corridas de touros. Lisboa e Albufeira foram as cidades onde foram organizados mais espetáculos. Já em relação à assistência, em 2019, registou-se a presença de 383.938 espetadores de tauromaquia em Portugal.

Ao recuar uma década, é possível verificar o acentuado decréscimo a que a ex-deputada do PAN se refere. Em 2010, o IGAC contabilizou a realização de 301 espetáculos, 179 dos quais corridas de touros, e as praças de touros estavam mais cheias, com 681.140 pessoas a assistir a eventos tauromáquicos.

No relatório de 2019, a entidade que inspeciona a atividade cultural realizou uma análise comparativa entre 2010 e 2019, na qual é possível observar o gradual decréscimo de espetáculos que se traduziu na resultante diminuição do número de espetadores.

Em suma, conclui-se que a informação disponível no projeto de lei apresentado pela deputada Cristina Rodrigues é verdadeira.

_______________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network