"Ford Mustang Mach 1: 63 mil euros em Espanha; 116 mil euros em Portugal. Este é o conceito de igualdade neste país, todos pobres. Se tiveres uns dinheiritos para luxos mais vale sair", lê-se no post em causa, datado de 28 de dezembro de 2021.

Os valores indicados estão corretos? E trata-se de uma exceção para esse modelo, ou a regra para a generalidade dos automóveis nos dois países vizinhos?

Começando pelo modelo de automóvel em causa, no configurador oficial da marca Ford confirmamos que o Mustang Mach 1 está à venda em Espanha por cerca de 65 mil euros, um valor próximo do indicado na publicação. Quanto a Portugal, várias publicações dedicadas ao setor automóvel (pode consultar aqui, aqui e aqui) anunciaram em maio de 2021 que o mesmo modelo da Ford chegaria ao nosso país "com preços a começar nos 109.280 euros para o automático e 116.210 euros para o manual".

Ou seja, confirma-se que o preço de venda em Portugal está próximo do dobro em comparação com Espanha.

Mas será este um caso isolado? O secretário-geral da Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP) garante que não. Contactado pelo Polígrafo, Hélder Pedro explica que, na sua perspetiva, "os consumidores portugueses são fortemente discriminados face aos consumidores espanhóis devido à enorme carga fiscal que existe em Portugal no momento da compra, o chamado Imposto Sobre Veículos, comparando com o imposto de matrícula espanhol que tem um valor muito mais baixo do que o nosso".

Além disso, sublinha, "em Portugal, acresce o facto de nós termos o Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), à taxa de 23%, que também engloba o Imposto Sobre Veículos (ISV). Ora, quando o ISV já é muito alto e depois ainda tem 23% de imposto, fica um valor extremamente elevado", conclui o secretário-geral da ACAP.

No mesmo plano, também os dados Eurostat sobre os níveis de preços de bens de consumo e serviços na União Europeia mostram que ter um meio de transporte particular é mais caro em Portugal do que em Espanha. De acordo com os dados do gabinete de estatísticas da União Europeia, em 2020, o índice de nível de preços do equipamento de transporte pessoal em Espanha era de 96,1, enquanto que em Portugal era de 107,8.

em 2018, Portugal tinha sido inserido no grupo de países com um nível de preços do equipamento de transporte pessoal superior ao da média da União Europeia. Na altura, apenas a Dinamarca, Noruega, Islândia, Irlanda, Países Baixos e Finlândia estavam à frente de Portugal neste índice.

No entanto, quando comparados os dois modelos mais vendidos em Portugal em 2021 segundo os dados da ACAP (Peugeot 2008 e Renault Clio), os preços recomendados em Portugal e em Espanha não apresentam uma diferença tão significativa como no caso do Ford Mustang Mach 1.

A título de exemplo, o preço do modelo Zen do Renault Clio em Portugal começa nos 20.300 euros, enquanto em Espanha começa nos 15.584 euros. Já um Peugeot 2008 novo tem um preço muito próximo em Espanha (22.750 euros) e em Portugal (21.070 euros), o que Hélder Pedro explica poder tratar-se de uma opção da empresa que vende este carro. "A fixação de preços é a concorrência a funcionar e as estratégias de cada empresa", remata.

___________________________________

Nota editorial:

O enquadramento inicial deste artigo foi ligeiramente modificado no dia 31 de janeiro, sem qualquer efeito no conteúdo do mesmo e na classificação final.

___________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network