"Como é que uma economia pode ser competitiva e uma sociedade pode prosperar, com estes elevados preços de energia e combustíveis", questiona-se numa publicação de Facebook, remetida ao Polígrafo para verificação.

Com dois gráficos que confirmam a informação transmitida, o Polígrafo analisa a fiabilidade dos números e a respetiva atualidade. São ou não estes os preços que se praticam em Portugal? Somos ou não um dos países com os preços de eletricidade e combustíveis mais altos da Europa?

Começando pelo preço médio de venda da gasolina 95 simples na Europa, cujo gráfico utilizado no post foi originalmente divulgado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), verifica-se que no quarto e último trimestre de 2021, "o Leste da Europa praticou os preços médios de venda de gasolina 95 simples mais baixos na UE-27" e que o preço médio de venda "aumentou cerca de 6,6 cent/l na média praticada na UE-27, comparado com o preço médio no trimestre anterior".

Além disso, é de notar que outros países europeus, "nomeadamente Países Baixos, Finlândia, Dinamarca, Grécia, Suécia, Itália, assim como Alemanha, Portugal e Irlanda apresentaram os preços médios de venda de gasolina 95 simples mais altos da UE-27".

Especificando os dados, Portugal situou-se, nesse mesmo trimestre, "na oitava posição dos países que vendem gasolina 95 simples mais cara na UE-27", sendo que o preço praticado correspondeu "a uma diferença de 51 cent/l e 27 cent/l face ao país com os preços mais baixos e ao país com os preços mais altos, respetivamente".

Olhando agora para os preços médios praticados na Europa ao nível da eletricidade para os consumidores domésticos e já com impostos, verifica-se que em Portugal, no primeiro semestre de 2021, estes eram "inferiores aos preços médios de Espanha, da Área do Euro ('AE-19', com 19 países) e da União Europeia ('UE-27', com 27 países)".

Os dados publicados no último boletim da ERSE indicam, no entanto, que "Portugal é o oitavo país da União Europeia com os preços mais elevados, sendo que os preços mais baixos ocorrem, em geral, nos países do Leste da Europa", tal como se verificou no caso da gasolina. Em Portugal, no primeiro semestre de 2021, o preço da eletricidade nos segmentos domésticos cifrava-se nos 0,2198 euros/kWh. A média da UE-27 nesse mesmo período era de 0,2269 euros/kWh, ou seja, mais 3,2%.

"No primeiro semestre de 2021, Portugal registou uma descida de -1,7% dos preços de eletricidade no segmento doméstico, face ao semestre homólogo de 2020", destaca ainda a ERSE.

Em suma, é verdade que os preços praticados em Portugal - quer ao nível dos combustíveis, quer da eletricidade - são genericamente mais altos do que na maior parte dos países da União Europeia.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network