A mensagem é simples e direta: "Petróleo baixa há seis meses e os combustíveis sobrem 50% há seis meses". Acumula mais de 1.600 partilhas no Facebook e foi denunciada como sendo falsa ou enganadora.

Os números indicados têm sustentação factual?

Começando pelo preço do petróleo, na página do Banco de Portugal estão registadas séries estatísticas de preços das matérias-primas que correspondem aos preços nos mercados internacionais e abrangem o preço do petróleo e o preço das matérias-primas não energéticas.

Ao contrário do que alega na publicação sob análise, o facto é que o preço do petróleo tem vindo a aumentar (e não a baixar) desde há seis meses: de 34,369 euros e 40,47 dólares norte-americanos em outubro de 2020 para 54,26 euros e 65,4 dólares norte-americanos em março de 2021.

A tendência de aumento do preço do petróleo nos mercados internacionais verifica-se desde o mínimo histórico registado em abril de 2020, quando os valores caíram para 21,485 euros e 23,337 dólares norte-americanos.

Relativamente ao preço dos combustíveis em Portugal, na página da Direção-Geral de Energia e Geologia encontramos dados sobre "os preços de venda praticados, em qualquer posto de abastecimento de Portugal Continental, da gasolina IO 95, gasolina IO 98, gasóleo rodoviário, biodiesel e GPL auto".

Consultando esses dados verificamos que os preços têm vindo a aumentar desde há seis meses, mas a uma escala muito inferior aos supostos 50% que são indicados na publicação.

Por exemplo, no dia 1 de setembro de 2020, a gasolina 95 registava um preço médio de 1,4543 euros, ao passo que no dia 1 de março de 2020 registava um preço médio de 1,5637 euros, perfazendo um aumento de cerca de 7,5%.

Em suma, a publicação em causa está a difundir informação falsa.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network