"Não é caso para cachecóis, cânticos, bandeiras à janela, mas Portugal é o número um no mundial da vacinação e o mínimo é sentirmos um instante de orgulho pelo nosso Serviço Nacional de Saúde (SNS), como pelas centenas de milhares de profissionais diretamente envolvidos no combate à pandemia", enaltece-se num dos posts que exibem o gráfico em causa.

O gráfico tem origem na base de dados Our World In Data (pode consultar aqui) e indica o número de doses de vacina contra a Covid-19 inoculadas em média nos últimos sete dias por 100 habitantes de cada país.

Ou seja, consiste na média dos últimos sete dias e em proporção da respetiva população, pelo que a alegação de que "Portugal é o número um no mundial da vacinação" não é inteiramente rigorosa, tendo em conta os valores absolutos e acumulados.

De qualquer forma, neste indicador específico, confirma-se que Portugal lidera ao nível mundial, de acordo com os dados recolhidos até ao dia 6 de julho, quando registou uma média de 1,70 doses por cada 100 habitantes, seguindo-se a Suécia com uma média de 1,42 doses.

A Islândia destaca-se no topo do gráfico, mas ainda não tem dados referentes aos últimos dias. No dia 2 de julho, porém, liderava ao nível mundial com uma média de 2,04 doses, à frente de Portugal que registou então uma média de 1,61 doses.

Também há alguns micro-estados e territórios autónomos que apresentam uma média mais elevada, nomeadamente a Gronelândia, mas entendemos que não são comparáveis devido à enorme diferença de escala da população (no caso da Gronelândia, tem um total de cerca de 56 mil habitantes).

________________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network