O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Portugal construiu 100 mil casas na última década “em vez das 800 mil habituais”, como diz Carlos Guimarães Pinto?

Sociedade
O que está em causa?
Na rede social X, o deputado liberal Carlos Guimarães Pinto ironizou este domingo (21 de abril), em comentário ao facto de o FMI ter confirmado, no mesmo dia, que os preços das casas em Portugal estão “muito mais altos do que a média dos países da Zona Euro” e que o problema advém da falta […]
© Shutterstock

Na rede social X, o deputado liberal Carlos Guimarães Pinto ironizou este domingo (21 de abril), em comentário ao facto de o FMI ter confirmado, no mesmo dia, que os preços das casas em Portugal estão “muito mais altos do que a média dos países da Zona Euro” e que o problema advém da falta de oferta de habitação, sobre a construção no país.

“Como assim? Afinal o facto de se terem construído cerca de 100 mil casas numa década em vez das cerca de 800 mil habituais teve algum impacto na subida do preço? Quem diria? (para além de todos os livros de introdução à economia)”, escreveu o liberal. Tem razão?

 

Sim. Segundo o “Censos 2021″, cujos resultados podem ser consultados na página do Instituto Nacional de Estatística (INE), o parque habitacional é hoje “constituído por 3.573.416 edifícios e 5.981.482 alojamentos, valores que, face a 2011, representam aumentos de 0,8% e 1,7%, respetivamente”.

“O crescimento do parque habitacional foi significativamente inferior ao verificado em décadas anteriores, nas quais a taxa de variação se situou sempre acima dos 10% para os edifícios, e os acréscimos nos alojamentos variaram entre os 16,3% e os 25,0%”, sublinha o documento.

No que respeita aos alojamentos (local que se “se destina a habitação com a condição de não estar a ser utilizado totalmente para outros fins”), em 2001 existiam 5.054.922 no total, tendo subido para 5.878.756 em 2011. Ou seja, um aumento de quase 824 mil casas. Entre 2011 e 2021, o número de alojamentos aumentou para 5.981.482, o que significa que foram construídas apenas mais 102 mil casas.

____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque