O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Polícia israelita asfixia criança palestiniana, como mostra este vídeo?

Guerra Israel-Hamas
O que está em causa?
Um vídeo alegadamente removido do YouTube, onde foi originalmente partilhado, mostra um polícia de Israel a asfixiar uma criança palestiniana. Verdade ou mentira?

Um polícia [israelita] asfixia uma criança palestiniana no sábado durante um protesto na embaixada americana em Jerusalém. A inocente criança pronunciou inclusivamente a ‘Shahada’ antes da sua morte. Apesar das inúmeras tentativas de grupos para carregar este vídeo no YouTube, este foi removido“. Este é o texto publicado na rede social X (antigo Twitter) que se tornou viral nos últimos dias, em grande medida graças ao vídeo que o ilustra e ao qual apenas se tem acesso através de uma outra publicação, em árabe.

Nesse vídeo bastante desfocado, de 45 segundos, vê-se um adulto com um colete, idêntico ao das forças de segurança, a imobilizar uma criança num recinto fechado, usando a força de modo desproporcional, atendendo à idade/constituição física da pessoa que queria maniatar no chão.

israel

A cena é passada mesmo em Jerusalém, na embaixada americana?

Não. As imagens apresentadas dizem respeito a um incidente que ocorreu num espaço interior e seria pouco crível que uma eventual manifestação contra um país ocorresse no interior da respetiva embaixada e não na rua, ainda que em frente às instalações.

A pesquisa reversa de imagens mostra que aquele vídeo integra diferentes notícias datadas de fevereiro de 2015 sobre o mesmo facto: em Malmö, no sul da Suécia, um segurança privado contratado pela empresa que gere o metropolitano apanhou um rapaz (marroquino) de 9 anos sem bilhete e, de seguida, usou a força de modo inusitado, como documentam as imagens.

O abuso começou por ser reportado, a 9 de fevereiro, pelo jornal sueco Sydsvenscan: “Um guarda bateu com a cabeça de uma criança de nove anos no chão”. O insólito e a violência do episódio acabaram, depois, por determinar o seu eco na imprensa: a 13 de fevereiro, tanto o “Le Parisien” (“Suécia: a brutalidade de um segurança sobre uma criança abala o país”) como o “La Vanguardia” (“Brutal agressão de uma guarda de segurança a um menino imigrante na Suécia”) relataram o sucedido, que determinou a suspensão do segurança e a abertura de um inquérito por parte da polícia.

É, assim, falso que o vídeo seja referente à agressão de um polícia israelita a uma criança palestina, nos últimos dias. Foi gravado em 2015 e retrata o uso excessivo da força por parte de um guarda privado do metro sobre uma criança de 9 anos que viajava sem bilhete, em Malmö, na Suécia.

____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque