O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Pelo menos seis membros do Governo têm ou tiveram ligações ao “Instituto +Liberdade”, fundado por quadros do Iniciativa Liberal?

Política
O que está em causa?
"Apartidário" mas "político". Foi assim que, em 2021, Carlos Moreira da Silva, administrador da SONAE, definiu o Instituto que acabara de fundar com dois políticos (um do Iniciativa Liberal e outro do CDS-PP). Agora, é do "Think Tank" com fortes ligações à direita liberal que saem seis ministros para o Governo de Luís Montenegro.

Com seis nomes do Governo de Luís Montenegro no histórico de membros e líderes, o “Instituto +Liberdade”, fundado por Carlos Guimarães Pinto, desejou-lhes a 29 de março “os maiores sucessos”. Quem foram neste “Think Tank” com origens liberais e o que vão fazer no Governo social-democrata?

Em 2021, Carlos Guimarães Pinto, ex-líder do Iniciativa Liberal (IL), fundava com Adolfo Mesquita Nunes (CDS-PP) e com Carlos Moreira da Silva (administrador da SONAE), o Instituto Mais Liberdade, autodefinido como “apartidário”, mas desde sempre ligado a nomes conhecidos da direita liberal. E do partido que melhor a representa.

Pelo “+Liberdade” e respetivos eventos já passaram Bernardo Blanco, Patrícia Gilvaz, Gonçalo Levy Cordeiro, Joana Cordeiro, Mário Amorim Lopes, Ricardo Pais Oliveira e Pedro Schuller: todos membros fundadores.

Quanto ao novo Governo de Luís Montenegro, também tem traços de liberalismo económico: Fernando Alexandre, ministro da Educação, é Director Não Executivo do Instituto e Rita Júdice, com a pasta da Justiça, membro fundador do “+Liberdade”. António Leitão Amaro e Pedro Reis, ministros da Presidência e da Economia, respetivamente, são membros do Think Tank, ao passo que Joaquim Miranda Sarmento, nas Finanças, e Margarida Balseiro Lopes, na Juventude, foram “oradores convidados em eventos +Liberdade”, como explica o próprio Instituto.

______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque